« Disk Pulse, sinta o pulso ao seu disco rígido e saiba o que por lá acontece Anonymous, Los Zetas são o próximo alvo! »
30/10/2011
Escrito por em Análises | 8.372 Leituras

Convidados pela Bose para efectuar uma análise, fomos presenteados com o sistema de som modelo Cinemate Series 2, sistema de som 2.1, que chegou às nossas mãos e mereceu a melhor atenção. Habituados à qualidade a que o nome Bose se faz acompanhar, procedemos a vários testes, na óptica do utilizador comum e chegamos a várias conclusões. Será que foi desta que as expectativas desta marca ficaram abaixo? Será que a relação qualidade/preço é a mais correcta? Não percam o nosso artigo de análise…

O CineMate Series 2, enquanto sistema 2.1 de “home theater in a box” (HTIB) apresenta sem qualquer dúvida uma performance muito superior a alguns sistemas 5.1 de preço mais elevado, o que permite ao seu proprietário desfrutar de todo o potencial do seu televisor de alta definição.

Com um som limpo e cristalino, quiçá como não se ouve todos os dias, a emissão sonora ao detalhe sente-se em todo o momento, e foi um dos principais aspectos positivos, não estivéssemos nós a falar da marca em questão…Comparativamente, por exemplo, ao meu próprio home cinema 5.1 da Denon, confesso que me surpreendeu bastante, embora na utilização do som de DVDs, o meu Denon ganha pela soberba difusão orientada de sons por altifalante o que no Cinemate Series 2 isso nunca poderia mesmo com o seu surround virtual.

Componentes e desempacotamento
O CineMate, na versão Series 2, inclui na sua caixa: módulo de graves amplificado, 2 colunas satélites, controlo remoto e os mais variados cabos, inlcusivé o cabo digital! A instalação pode ser feita em qualquer espaço e sem problemas ou restrições físicas ou estéticas.

Instalação
O processo de instalação e de configuração do CineMate II é muito simples e rápido: uma vez que se trata de um sistema de cinema em casa 2.1, não há necessidade de cabos espalhados pela sala de estar e o sistema liga-se directamente ao televisor.

Qualidade de som, construção e acessórios
A estrutura em madeira sólida do módulo de graves e das colunas, todos de cor preta, consegue abafar as habituais vibrações e ressonâncias de som, tão habituais de outras HTIB. Uma outra característica surpreendente do CineMate é o surround virtual, que mesmo sem colunas extras consegue criar um ambiente sonoro de alta qualidade, seja em espaços mais pequenos ou mais amplos.

A nível de ligações a Bose lembrou-se de enviar todos os cabos, como é devido e acrescentar mais alguns, como é o caso do cabo óptico, para laser, e o cabo de ligação scart para conversão de som e imagem, como pode exemplo ligar um PC à televisão no caso desta ser mais antiga. Os manuais são claros e bem elaborados, esclarecendo as dúvidas aos utilizadores com a maior das facilidades.

O Bose CineMate 2 possui um sistema de processamento digital de sinais que, segundo o fabricante, é capaz de recriar um ambiente sonoro que até agora só era possível com a instalação de cinco colunas e um subwoofer. A verdade e em experiência é que a aproximação a essa capacidade, a de «emular» o surround, é muito boa, e está muito bem definida quando tocam os primeiros acordes ou soa o meu DVD favorito: The Matrix.

Conclusão
Tendo em conta que o preço deste home cinema 2.1 está acima dos 500 euros aqui na velha Europa, além desse «pequeno» inconveniente de preço face aos dias de hoje, tudo o resto são pontos positivos a acrescentar. A qualidade do som e construção, a fácil instalação, o facto da simulação surround estar muito chegada ao verdadeiro 5.1 são tudo pontos a favor que caracterizam dignamente este modelo da Bose. Quem procura algo simples, de qualidade e fiabilidade e que se possa adaptar tanto a espaços pequenos como a espaços grandes, este sistema pode ser uma grande mais valia!

Este artigo foi escrito por em 30 Out, 2011, e está arquivado em Análises, Componentes, Componentes, Destaques, Gadgets, Gadgets, Novidades. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
1 comentário em “Análise: testamos o Bose Cinemate Series 2 home theater”
  1. Bem 500€ hj para ter em sistema que quase satisfaz ??Só por ser bosse ??

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: