« HP e a MUF Animation juntam-se para produzir a série de animação ‘Barça-Stories’ EnhanceMySe7en, vá mais além com o seu Windows 7 »
26/06/2012
Escrito por em Análises | 10.070 Leituras

Chegou até ao KeroDicas.com, mais uma vez,  um kit de PLC‘s disponibilizado pela Devolo, a quem desde já agradecemos toda a colaboração. Desta vez chega um kit powerline da última geração, com uma taxa de transferência de dados ethernet até 500Mbps, mas com uma grande vantagem, o segundo adaptador PLC possui 3 portas ethernet para podermos conectar os dispositivos em rede que assim desejarmos. Saibam tudo.

Não há dúvida que este sistema, que funciona 100% através da rede eléctrica, é um dos mais cómodos e eficazes que já tivemos a oportunidade de testar a nível de redes e distribuição de sinal. As suas principais características, deste modelo em concreto, podem ser definidas como:

  • Numa rede doméstica podemos conseguir velocidades de transferências e/ou comunicações até 500 MBit/s;
  • Consumo de apenas 0,5 watt em modo de stand-by, o que nos dias de hoje, poupar energia, é sempre bom;
  • Entretenimento 3D em toda a casa, streaming multimédia entre todos os equipamentos, e várias streamings HDTV ao mesmo tempo face às elevadas velocidades que estes PLC’s permitem;
  • Não é necessária qualquer configuração – basta inserir o adaptador na tomada, ligar ao computador através do cabo de rede – e pronto já está operacional!;
  • Compatível com todos os adaptadores 200 AV (HomePlug AV) – geração anterior;
  • Entrada para tomadas até 3600W, 230V / 16A em ambos os PLC’s que se fazem acompanhar neste kit.

O  Network kit que nos foi enviado é constituído por:

  • 2 adaptadores PLC’s de 500Mbps com adaptador de ficha eléctritica incluído – cor branca:
  • 2 cabos de rede – cor branca;
  • Manuais e um CD;

Segundo a própria marca, fica um esquema para que possam melhor entender como funciona este sistema, caso nunca tenham ouvido falar:

Ao trazer 2 adaptadores a forma de teste foi muito simples: conectamos o «receptor» de sinal de rede bem ao lado do router e o segundo foi sendo testado pela casa fora. A maior distância entre tomadas, em linha recta, rondou mais de 17 metros, o que pessoalmente me parece uma excelente distância para testes tendo em conta especialmente as perdas de desempenho no alongamento do cabo. A distância mais curta rondou os 3,5 metros. A dificuldade de instalação deste sistema, mesmo para quem não tenha qualquer conhecimento informático: ZERO.

Ora uma vez ligados os adaptadores e a rede reconhecida comecei por fazer alguns testes básicos, especialmente baseados nas transferências. As conclusões foram óbvias desde o ínicio: apesar de nem de perto chegar à capacidade de 500 Mbps/s o próprio software que se faz acompanhar da Devolo informava um débito máximo no término da linha de 357 Mbit/s.  O software mencionado é o dLan Cockpit e permite aos utilizadores visualizar o comportamento dos dispositivos PLC. A imagem de cima mostra o sincronismo entre dispositivos, detectado pelo software. A saber que o programa permite também alterar o nome dos equipamentos, assim como utilizar um palavra chave para encriptar os dados pela rede.

O primeiro teste foi simples: copiar um ficheiro de tamanho considerável (grande), neste caso de 622 Megas e efectuar uma transferência entre o PC e um Media Player através da rede. O resultado está na imagem de cima: 11,2 MB/segundo de transferência de dados no máximo. Insisto para o facto de o PLC de recepção não estar ligado directamente na tomada eléctrica, o que por si só pode condicionar as velocidades.

Já o segundo teste foi um pouco mais forçado com a inclusão de 4 ficheiros de «peso», que entre eles somavam alguns gigas, a história foi diferente. Não obstante, e apesar de da quantidade de dados que fiz passar na rede, a prestação não foi assim tão má rondando a maioria das transferências velocidades na casa dos 3 MB/segundo.

Ora como a grande maioria dos leitores já se deve ter apercebido, este tipo de dispositivo não pretende ser o supra-sumo das transferências, nem muito menos substituir qualquer outro hardware na questão de redes. Mas uma coisa devem concordar comigo, com as velocidades que este kit oferece e o facto de podermos ligar o equipamento em qualquer parte da nossa casa, mesmo não sendo na ficha directamente como recomendado (e como eu sempre fiz, nunca ligando à ficha directamente), e termos acesso à rede sem a necessidade de configurar redes WiFi «manhosas» ou de segurança dúbia ou cablagem que apenas estorva e esteticamente inconveniente, é uma grande mais-valia quase que impagável.

Pessoalmente posso recomendar estes PLCs, em particular este kit, para os leitores que possuem em casa o serviço IPTV tanto da Meo como da Vodafone (ou outros similares) pois por trazer um PLC triplo ainda podem aproveitar as restantes entradas RJ45 para ligarem o vosso média center, uma consola ou qualquer outro dispositivo com ligação à net.

A saber que dei somente especial enfoque à questão das transferências via rede por considerar que esse é o meio que mais fiabilidade e informação requer, tendo para isso utilizado o sistema em vários compartimentos e sempre através de fichas secundárias que não as de parede directas. No caso da sala utilizei mesmo a própria UPS para ligar o adaptador, sempre sem qualquer tipo de gestor de cópias.

É certo que o preço é algo elevado, mas como dizia Nicolau Maquivel, os fins justificam os meios! Assim temos, desde Novembro do ano passado em Portugal: O dLAN 500 AVtriple+ 1 adaptador – para utilizadores que já possuem outros adaptadores powerline (€84,90), e um “Starter Kit” com um adaptador dLAN 500 AVplus adicional (€159,90).

Este artigo foi escrito por em 26 Jun, 2012, e está arquivado em Análises, Componentes, Destaques. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
2 comentários em “Testamos o dLan 500 AVtriple+ da Devolo”
  1. Boas Mário,

    Sem dúvida que este AVtriple+ é bem mais interessante que o AVplus que testei da outra vez (http://www.kerodicas.com/analises/artigo=51542/) apenas por um dos adaptadores ter 3 saídas de rede.

    Apesar de que eu na altura consegui taxas de transferência de 24MB/s. De certeza que estes valores são também muito condicionados pelas velocidades de leitura e escrita dos discos rígidos.

    Contudo, o preço destes equipamentos ainda é caro.
    Cumprimentos

    • Totalmente de acordo Joel. Na questão das taxas de transferência deve-se ao facto de nunca ter utilizado neste teste uma ficha directa de parede contrariando as indicações do fabricante, mas também para que os leitores fiquem convencidos que vale mesmo a pena mesmo não ligando directamente.

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: