« Privatefirewall, segurança privada a todos os níveis e com facilidade no seu PC TuneUp Utilities 2011, Optimize a performance do seu computador »
21/07/2011
Escrito por em Destaques | 2.615 Leituras

Desde a introdução do iPad pela Apple que o mercado dos tablets, que até então se encontrava adormecido, acordou para uma explosão de sucesso e aceitação. O que pode estar a escapar a muitos utilizadores e entusiastas é que para lá do mercado de hardware, está um mercado de aplicações e publicidade com bastante potencial de crescimento. A eMarketer publicou um artigo com esta temática e o vosso KeroDicas.com traz até vós tudo que devem saber do mesmo.

O estudo tem por base respostas da um inquérito por parte da Online Publisher Association e foi conduzido por Frank N. Magid Associates. Das conclusões destaca-se:

1)  Cerca de 80% dos detentores de um tablet efectuar a compra de uma app;

2)  Mais de 25% das apps baixadas pertencem a conteúdos pagos;

3) 43% dos downloaders gastaram mais de 20 dólares americanos (14,06€ | 31,30 R) e 23% ultrapassaram a barreira dos 50 dólares (35,15€ | 78,25 R);

É possível também verificar que os utilizadores têm alguma preferência por conteúdos Media (TV, Jornais,…):

No que toca à preferência dos utilizadores no método de pagamento destes conteúdos, as respostas não mostraram um modelo único de pagamento preferido, pelo que os autores terão alguma liberdade para experimentar novos modelos.

Em relação à publicidade como forma de suporte às aplicações, quase metade das respostas aponta para uma relevância das mesmas:

Como é possível de verificar, existe bastante potencial de crescimento neste segmento de hardware. A possibilidade de direccionar a publicidade especificamente para o tipo de utilizador que está a utilizar o dispositivo será uma mais-valia. Adicionalmente, as receitas de publicidade em anúncios de TV e jornais/revistas em formato físico, pode vir a sofrer ainda mais com a infiltração desta nova vertente de publicidade no dia-a-dia. Será que as estações de televisão vão mudar, para uma dimensão mais reduzida, com o corte nas receitas? Será que esta imagem vai entrar em no esquecimento em todas as famílias?

E para vocês caríssimos leitores e visitantes? Como prevêem o futuro neste campo? Bem, se precisarem de alguma opinião no próximo tablet a adquirir, não necessitam de ir muito mais longe!

Opiniões, posições e oposições –> Comments Section!!

Este artigo foi escrito por em 21 Jul, 2011, e está arquivado em Destaques. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
2 comentários em “Tablets e o potencial das receitas das aplicações”
  1. Ganhei um iPad e desde aí tenho instalado muitas aplicações, todas gratuitas mas muito limitadas, obrigam mesmo a fazer algumas compras apesar de achar um exagero o preço de certas aplicações.

    • Pois… pelos vistos há mesmo muito potencial de crescimento neste área. Ao que já foi apurado, a App Store contém mais aplicações pagas que as do Android Market que tem mais aplicações que arrecadam receitas através deste tipo de publicidade. Um bom exemplo disso é o famoso Angry Birds, que é a pagar na App Store e grátis com publicidade no Android Market…

      Vamos lá ver até onde é que vai esta evolução ;).

      Cumps

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: