« GPU-Z, todos os detalhes da sua placa gráfica Dica: cenas específicas no YouTube »
21/05/2010
Escrito por em Downloads | 2.355 Leituras

Actualmente, no mundo das tecnologias, existem 3 aspectos deveras problemáticos : a fonte Comic Sans MS, o Internet Explorer 6 e o Flash. Este último, apesar de ser essencial na evoluída e poderosa Web que hoje temos, é também bastante problemáticas em plataformas que não o Windows. Para isso, e como o todo-poderoso Youtube é alicerçado sobre o Flash, existe o Minitube, o cliente Youtube para o seu desktop Linux/Mac, e, imagine-se!, não depende do Flash ;-)

Criado por Flavio Tordini, o Minitube apresenta-se como uma poderosa, completo e competente alternativa ao “malévolo” Flash e aos seus problemas associados nas plataformas Linux/Mac.

A interface é simples: No início, uma caixa de pesquisa ao centro. Introduzimos um termo de pesquisa, e somos brindados com os resultados, ordenados ou por relevância, ou por data, ou ainda por nº de visualizações. A escolha é do utilizador. A reprodução do vídeo começa, automaticamente.

Temos a opção, caso disponível no Youtube, de vermos o vídeo em Alta Definição, directamente na aplicação. Além disso, e em cima, temos os habituais botões de controlo do vídeo – Parar a Reprodução da Playlist; Pausa; Próximo vídeo; Ecrã Inteiro; Slider para avançar/voltar atrás no vídeo; Controlo de Volume a a impensável caixa de pesquisa.

E por falar na caixa de pesquisa, até as sugestões de pesquisa do Youtube estão incluídas:

E sou também obrigado a falar dos incríveis e abrangentes atalhos de teclado do Minitube, que permitem controlar totalmente o programa sem tocar sequer no rato:

  • Parar a reprodução – Esc
  • Pausar/Reproduzir o vídeo – Espaço
  • “Pular” para vídeo seguinte – Ctrl + Tecla direccional direita
  • Subir vídeo na playlist – Ctrl + Tecla direccional cima
  • Descer vídeo na playlist – Ctrl + Tecla direccional baixo
  • Ver vídeo no Youtube – Ctrl + Y
  • Modo Compacto – Ctrl + Enter

  • Modo de ecrã inteiro – Alt + Enter
  • Pesquisar – Ctrl + F
  • Limpar lista de pesquisas recentes – Ctrl + Shift + Delete
  • Alternar vídeo em Alta Definição – Ctrl + D
  • Eliminar da lista de vídeos  a reproduzir – Delete

No futuro, estão planeadas funcionalidades tais como download de vídeo com um clique e vídeos relacionados com o que estamos actualmente a ver. Também seria interessante uma opção para a visualização de vídeos como utilizador identificado.

Experimente, insira uma palavra, deixe os vídeos automaticamente preencherem o seu desktop. E, quem sabe, talvez até tenha encontrado um novo reprodutor de música, graças ao vasto “espólio musical” do Youtube ;-)

A grande novidade da versão 1.0 é a possibilidade de se visualizarem vídeos em 1080p (1080 + modo fullscreen é fantástico!), e também a possibilidade de se copiar facilmente o link do Youtube do vídeo que estamos a ver. E caso interesse, esta versão está totalmente traduzida em Português de Portugal, tradução essa efectuada por aquele que vos escreve ;)

Compatibilidade: Linux | Mac OS 10.4 +
Licença: GNU GPL
Homepage: Minitube
Download: Minitube (página com instruções para várias distribuições e SO’s)

Este artigo foi escrito por em 21 Mai, 2010, e está arquivado em Downloads, Linux. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
1 comentário em “Minitube 1.0 – Youtube sem Flash no seu desktop”
  1. Totem player pode-se ver vídeos no youtube , depois para guardar vai-se a pasta tmp

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: