« Sincronize a informação de diferentes pastas ou PCs Saiba como alternar entre 6 perfis de redes diferentes facilmente »
24/05/2010
Escrito por em Desenho / Imagem | 3.220 Leituras

Guardar imagens para a sua web/email/ou outros com a melhor compressão e qualidade é difícil, sendo necessária a melhor ferramenta, que poderá ser o RIOT.

O programa é capaz de optimizar, com os parâmetros ideais, as suas imagens, resultando numa optimização da relação qualidade/tamanho.

O programa suporta os formatos JPEG, GIF e, com uma interface limpa e super simples de trabalhar.

Compatibilidade: Window2000/03/XP/Vista e 7
Licença: Freeware
Homepage: Lucian Sabo
Download: Riot 0.4.1

Este artigo foi escrito por em 24 Mai, 2010, e está arquivado em Desenho / Imagem, Destaques, Dicas, Downloads, Programas, Software. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
7 comentários em “RIOT, obtenha uma optimização de imagens radical”
  1. Pastilhas diz:

    BIG LOL…

    O exemplo diz o contrario :P

    Imagem inicial: 43.146 bytes
    Imagem optimizada: 54.687 bytes

    Resultado: Imagem perde parte da saturação, com um laranja menos vivo e ainda aumenta de tamanho.

    “…sendo necessária a melhor ferramenta, que poderá ser o RIOT.” ou não.

    • Pastilhas, antes de tudo agradeço o teu comentário, mas antes de criticar, temos de estar bem seguros daquilo que escrevemos. Com tanta azáfama em encontrar os erros do artigo, esqueceste que reparar que a imagem original é um JPG e que no exemplo do screenshot colocado estou prestes a convertê-la para o formato PNG.

      Além do mais o programa possui comandos de alteração do brilho, contraste e gama, que foi onde estive a «brincar» um pouco antes de fazer a screenshot, daí a diferença de cores e daí o resultado ser uma imagem de formato PNG com quase o mesmo tamanho do JPG original.

      Diz-se na minha terra, perdeste uma boa oportunidade de estar…quieto!

  2. Pastillhas diz:

    Boa noite sr. Mario

    Da próxima peço que distinga comentários feitos a um programa de comentários feitos a uma pessoa.

    Na minha terra também dizem que se não sabes ver a diferença entre o Preto e o Branco, fica te pelo Cinza.

    1º – Pelo que se entende do artigo, existe a ideia que quer guardar imagens para um futuro trabalho, logo e olhando para o artigo, temos uma imagem original e a sua “copia” supostamente optimizada. Desculpe mas a minha claravidência anda muito em baixo e não consegui perceber em nenhuma parte do artigo que lhe tinha mudado parâmetros de brilho etc … a única coisa que li foi “O programa é capaz de optimizar, com os parâmetros ideais, as suas imagens, resultando numa optimização da relação qualidade/tamanho.menta a qualidade da mesma independentemente do formato final. Em termos de qualidade a informação existente é no máximo a da original.”
    3º – Se um aumento de qualidade na imagem original não é possível apenas pela sua conversão, a minha humilde pessoa como leitor é que devo de ganhar algo em termos de espaço. O que pelos vistos Também não é verdade.
    4º – Ora se não não ganho qualidade e perco espaço, para que raio vou converter/guardar imagens ? Só para lhe mudar o formato e acabar por ocupar mais espaço no meu armazenamento ?
    5ª- Quase o mesmo tamanho que o original !? O facto de fazer uma conversão/compressão de outra imagens implica quase sempre perca de informação face a original alem de neste caso o “quase mesmo tamanho” representar + 20% do tamanho original.
    6º – Não me cabe a mim como leitor, informar devidamente os leitores. Parece-me que também não cabe ao autor, adivinhar o que o leitor pensa sobre um determinado artigo ou ainda dizer que o leitor vem para aqui com a “azáfama” de caçar erros. No entanto e já que é permito, posso participar como leitor de forma a esclarecer outros leitores, se assim não for, ou não o desejarem, por favor retirem a possibilidade de por comentários.

    Portanto volto a dizer e isto para outros leitores.
    – Converter para outro formato ainda mais se o mesmo tiver algum tipo de compressão, só mesmo se tiver algo a ganhar.
    – Se não ganhar nada com isso e aqui o factor importando seria espaço, então não faça a conversão e guarde o original, até vir a precisar dele.

  3. Pastillhas diz:

    “Addenda por faltar o ponto 2″
    2º -Não é possível pela conversão e muito menos quando existe qualquer tipo de compressão, um melhoramento da qualidade da imagem final independentemente do formato final que se vá escolher. Em termos de qualidade a informação existente é no máximo a da original.”

    • Meu caro, a crítica é o teu forte, fico contente, mas voltamos ao mesmo…muita parra e pouca uva…

      os vários pontos que apresentas, capazes de conduzir qualquer um aos meandros mais profundos do entorpecimento latejante, levam-me a crer que estás a opinar sobre o assunto que não dominas.

      Quem não conhece os formatos JPG, PNG não pode nem tem o direito de semear estas afirmações, porque de outra forma saberia que o formato PNG oferece muito mais qualidade (mas consequentemente mais tamanho) e, o que eu fiz, sem qualquer necessidade de informar no texto do artigo foi apresentar o screenshot onde estou a converter uma imagem JPG para PNG onde tentei optimizar ao máximo de forma a que o tamanho final do PNG fosse o mais aproximado possível ao original. Não preciso da tua clarividência para saber que o tamanho é superior mas a qualidade de optimização foi óptima.

      O que se faz aqui é tentar distribuir dicas, seja de um programa, jogo, link, serviço, etc, etc. O KeroDicas.com assume a curiosidade e conhecimentos base dos seus leitores, nada mais, nada menos.

  4. Pastillhas diz:

    Provocações e mais provocações… Enfim

    Nem me vou dar ao trabalho de discutir mais este assunto, já vi que especular sobre o conhecimentos e comportamentos de leitores do keromaisdicas é a “caneta” usada como base de justificação.

    De qualquer forma recomendo que leia: http://info.abril.com.br/forum/viewtopic.php?f=223&t=2518
    http://www.labnol.org/software/tutorials/jpeg-vs-png-image-quality-or-bandwidth/5385/
    http://info.eps.surrey.ac.uk/FAQ/standards.html

    Os formatos de conversão ideais seriam:
    – Imagem Bruta –
    Para:
    1º – PNG – Mesma qualidade entre gravações, tamanho menor que o original. Transparência possível em vários canais, pode ter até 16,8 milhões de cor.
    2º – JPG – Perca de qualidade entre cada gravações mas tamanho menor que o PNG. Não é possível transparência, pode ter até 16,8 milhões de cor
    3º – GIF – Mesma qualidade entre gravações, é possível transparência apenas num canal e possibilita a inclusão de varias imagens com um tempo pré determinado entre elas que dá a ilusão de animação. Palete de apenas 256 cores.

    Se quiserem guardar imagens para uso Futuro Qualidade/tamanho:
    Se for Imagem Bruta ou RAW –> converter para PNG
    Se for JPG ou GIF –> não fazer qualquer tipo de conversão. não ganha nada com isso, apenas perde espaço de disco.

    Esta excelente ferramenta é essencialmente um conversor de formatos onde pode ver em tempo real a aplicação de vários parâmetros. Mas jamais irá melhorar uma imagem já existente.

    Na minha azáfama em encontrar mais erros do artigo repareis que link:
    da Homepaje é: http://luci.criosweb.ro/riot/
    do download é: http://download.criosweb.ro/Riot-setup.zip

    Pastilhas out, nada mais tenho a dizer.

  5. funesto diz:

    Devo dizer que concordo com o Pastilhas. Não faz sentido converter uma imagem JPG (ou seja, uma imagem já comprimida, que já perdeu a sua qualidade), para PNG pois tal processo não recuperará a qualidade do detalhe que eventualmente possa ter perdido, por muito bom que seja o formato PNG…
    Agora o que faria sentido seria converter uma imagem RAW de uma DSLR em formato PNG, sem compressões JPG metidas no barulho….
    Para quem ainda não percebeu: Converter JPG em PNG à espera de ganhar qualidade é, por analogia, o mesmo que querer converter um mp3 de 128kbps em FLAC e esperar que este ganhe qualidade… Não vai acontecer a menos que se ripe um CD directamente para FLAc.
    Neste caso por muito que digamos que “São rosas, senhor”, continuarão a ser pão… e bolorento por sinal.
    Digamos que não é o screenshot mais feliz.
    Mas são pormenores. Já sigo este site há bastante tempo e estou satisfeito com a variedade de artigos. Continuem, e espero que aceitem as críticas sempre que estas se revelem construtivas e assertivas.

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: