« Driving Speed 2, melhora a cada versão! Navegue e descarregue videos directamente de serviços de video online »
22/06/2010
Escrito por em Áudio / Vídeo | 4.584 Leituras

Hoje em dia, são cada vez mais as nossas canções preferidas que queremos ter sempre a tocar no nosso leitor MP3 ou até mesmo no disco rígido externo ou do PC. É fundamental poupar espaço em disco e, acima de tudo, racionalizar e optimizar o espaço de forma coerente e eficaz, mantendo cada vez mais conteudos, com qualidade, ocupando o mínimo possível. Por isso apresento o MP3 Quality Modifier, cuja função é alterar o bitrate das suas músicas de MP3, de forma sustentável, mantendo toda a qualidade das suas canções preferidas mas diminuindo o seu tamanho…

Assim, desta feita, como mencionado, esta aplicação permite poupar bastante espaço em disco ou até mesmo no seu leitor mp3. O programa em si não necessita de instalação, sendo bastante fácil e intuito na hora de utilizar.

O programa, que já se apresenta em português, permite a conversão de ficheiros em separado ou então de pastas completas, podendo re-converter albums completos em apenas alguns minutos. Muito basicamente, a optimização passsa pela conversão de um bitrate fixo para um bitrate variável, flexibilizando assim os ficheiros, mantendo qualidade oferecendo menos espaço gasto pelos MP3.

NOTA: para evitar polémicas como já por aqui aconteceu, informo que os screenshots que apresentei representam uma melhora da qualidade do MP3 que usei para os testes, logo, é natural que o seu tamanho aumentem, principalmente se tivermos em conta que escolhi fixar o bitrate nos 256 Kbps.

Compatibilidade: todas as versões do Windows
Licença: Freeware
Homepage: InspireSoft
Download: MP3 Quality Modifier 1.3

Este artigo foi escrito por em 22 Jun, 2010, e está arquivado em Áudio / Vídeo, Destaques, Dicas, Downloads, Programas, Software. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
5 comentários em “Altere a qualidade e características dos seus MP3 com apenas alguns passos”
  1. Que melhorias em específico é que foram introduzidas?
    É que é impossível melhorar um mp3 de forma significativa (a menos que seja uma questão de volume áudio – Normalização – ou equalização), já que um mp3 é um formato lossy, perde qualidade (de forma irremediável) a cada conversão.

    A grande vantagem desse software, a meu ver, é a conversão de Mp3 que estão em 320Kbps em mp3s de 128Kbps para reduzir o seu tamanho em MB’s, de forma a colocá-los num leitor de mp3 que não suporte 320kbps e/ou tenha poucos GB de armazenamento disponíveis.

    Aumentar em 100% o tamanho de um mp3 não é uma ideia muito frutífera. O ideal seria ripar o áudio novamente a partir do CD, mas desta vez para um bitrate que preserve melhor a qualidade…

  2. E mais… No artigo falam somente em reduzir o tamanho. Mas as imagens demonstram apenas o aumento de tamanho…

    • respondendo aos dois comentários pergunto-te eu: serás daquele tipo de leitor que só olha para as imagens? hmmm, parece-me que sim.

      ora lê lá bem o artigo, mas mesmo bem lido, mas mesmo mesmo mesmo até ao fim…até te pode surpreender…

      • Exactamente por ter lido tudo, inclusive a nota, é que perguntei quais as melhorias introduzidas que justifiquem um aumento para o dobro do tamanho.

        E mais: se não tivesse lido tudo, como saberia eu que quase 95% do corpo textual do artigo fala em poupar espaço, e não em perdê-lo?

        Continuo a questionar-me, que tipo de melhorias foram essas em termos de tratamento do mp3? Apenas a fixação em 256Kbps e a normalização do volume?
        Mesmo que esse mp3 de 3MB tivesse 256kbps VBR (bitrate variável), todas as zonas que estiverem gravadas com um bitrate inferior jamais serão recuperadas com fidelidade quando se manda fixar – retroactivamente – para 256kbps estáveis. Afinal de contas é disso que trata um formato lossy: Sacrifício irremediável de qualidade sonora em troca com de uma pegada de dimensões inferiores.
        A única solução para recuperar a qualidade perdida do ficheiro mp3 de 3MB seria inventar e reintroduzir registos auditivos que entretanto foram perdidos, o que duvido que esse programa seja capaz de fazer… A menos que use alguma técnica sombria de reconstrução áudio para utilização forense, não me parece que haja algo que justifique a conversão de um mp3 de 3MB num mp3 de 6MB…
        Quem se convence que isso anula a necessidade de ter de se ripar novamente um CD para 256Kbps (conforme desejado), engana-se.
        Não se fazem milagres.
        Alias, creio que não é à toa que a barra de progresso no screenshot está a vermelho… Obviamente a função desse programa está redução do tamanho, não no seu aumento.

  3. Já agora alguém que acredite que dá para aumentar a qualidade de um mp3, de um vídeo, ou de uma imagem JPG, reconvertendo tudo para uma qualidade superior, precisa de ler isto:

    Boa informação acerca do formato “lossy”: http://en.wikipedia.org/wiki/Lossy_compression

    Em Português: http://pt.wikipedia.org/wiki/Compress%C3%A3o_com_perda_de_dados

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: