« Microsoft anuncia oficialmente o Zune HD QuickBifgFile: envie ficheiros até 2,5 Gigas »
27/05/2009
Escrito por em Destaques | 6.149 Leituras

matrix

Após algum tempo, o Command&Dicas: Alerta CONSOLA volta. Entretanto, pergunto se já dominam o maravilhoso apt-get? Enquanto louvam aos pés dele, podem também ir aprendendo mais alguns comandos extremamente simples e úteis, utilidades que variam desde tempo ligado, o último boot, placas gráficas, distribuições, placas de som, rede, kernels, usb, programas assasinados brutal e rapidamente, webcams, calendários, ligações à net e tudo mais, verá que a consola sabe e faz tudo! Muito melhor que o BigBrother ;-). AH! E lembrar que a partir de agora o Command&Dicas terá uma versão em .pdf para poder tê-la sempre consigo, nem que seja para funcionar como auxiliar de memória…

Conheçe todos aqueles programas de diagnóstico de hardware, de sistema operativo, de versões de tudo e mais alguma coisa que tinha que instalar apenas para obter uma única informação no Windows? Em Linux, todo esse leque se reduz a um pequeno aplicativo localizado em Aplicações»Acessórios»Consola. É claro e certo que existem em Linux boas alternativas aos ditos softwares de diagnóstico de hardware, mas que se limitam eles a fazer? A correr esses comandos e a mostrar o output numa interface gráfica, vá lá, com 2 ou 3 mudanças… E que tal poupar espaço, recursos e tráfego de internet ao directamente usar os comandos?

consola-menu

E claro, existem outros comandos muito úteis, alguns a roçar o limite da curiosidade, outras a roçar o limite da genialidade…

Começemos pelo uptime. Está mesmo incluído na categoria Curiosidades, mas não deixa de ser um dado estatístico algo curioso. Este comando simplesmente nos indica à quanto tempo está o nosso computador ligado, independentemente se estivemos em outro Sistema Operativo. Aqui não se incluem hibernações ou coisas do género, indica mesmo a ultima vez que o ligamos depois de o ter desligado completamente. [um pequeno aparte – postem aí os vossos uptimes, quero ver se alguém tem um como eu vi de 30 dias :O, o meu máximo deve ter sido de uns 3 dias e tal, fraquinho, eu sei…]

uptime

Um complemento ao uptime é mesmo o who -b , que, pormenorizando, nos informa sobre a hora em que o nosso computador foi iniciado pela última vez.

who-b

E agora, qual é o meu hardware? Que gráfica tenho, e placa de som, placa de rede, motherboard, tipo do(s) módulo(s) de RAM, processador, BIOS, placa wireless e todo o hardware que compõe a minha máquina? A resposta encontra-se neste simples mas poderoso comando, o sudo lshw (vale bem a pena confirmar com password, o comando é abrangente a quase todo o hardware do nosso sistema, identifica e mostra informações detalhadas, tudo isto numa fracção de segundo).

lshw

Bem, continuando, não faço a mínima ideia de que distribuição Linux uso, gostava de saber o nome e a versão. Olha, (estranhamente, não acham) a consola tem solução (e não só, por exemplo no Ubuntu, no Monitor de Sistema, essa informação é também fornecida)! Tenta lsb_release -a na consola e vê o que acontece:

lsb_release

Em todas as distibuições GNU/Linux, existe um elo comum: o kernel, o “pulmão” do Sistema Operativo, que efectua a ligação entre hardware e software. Para saber mais sobre  a versão do kernel que está a usar, o comando uname -r dá-lhe o básico, enquanto que uname -a dá-lhe ainda mais informações.

uname-r

uname-a

Outro comando sempre útil é o lsusb, que nos indica quais as interfaces usb ligadas ao nosso computador. Entre pen’s, disco rígidos externos, ratos e até webcams,nomes, estado actual, e isto …

lsusb

são indicados!

Estás a trabalhar na consola ou em modo texto no Ubuntu (Ctrl+Alt+F2, tentem lá – para sair basta digitar exit, depois do login feito) e não sabes que dia é hoje? O simples cal “privilegia-te” com um organizado calendário em modo texto, com  dia actual bem destacado.

cal

Agora algo comum numa grande maioria dos acessos à Internet portugueses. Sabe quando se liga à Internet, através de uma rede wireless, uma placa de internet móvel, e abre o browser e não consegue navegar nas páginas? Quando duvida da sua ligação à rede, o melhor é mesmo confirmar se está realmente a trocar dados com a rede. Para isso serve o comando ping, que se utiliza seguido do endereço de um site. Exemplo:

ping

Significa que estou a trocar dados com esse site e consequentemente, poderei navegar normalmente na Internet. Caso o output, o resultado do comando seja ping: unknow host endereço.que.digitou confirma-se que infelizmente, não está ligado à rede e não poderá, por consequência, visitar o KeroDicas, o que, sem dúvida, é motivo de pena e motivo também para poderem contar com a minha solidariedade neste caso :-)

Agora apresento um dos comandos mais fantásticos, que, nas raras vezes que uso o Windows, suplico a tudo e todos que o tivesse por lá. O comando é o xkill, que, depois de inserido, transformo o nosso ponteiro do rato num pequeno x. A partir daí, em qualquer programa, applet que clicarmos, ele será imediatamente fechado. Por vezes acontece, quando temos mil e uma coisas abertas, alguma janela parar de responder ou pode apenas ser uma versão mais alpha, beta de um programa ainda com bugs, e o xkill simplesmente, em menos de nada, com uma fluidez e rapidez incrível, termina o programa. Dir-se-ia a ferramenta que muitos utilizadores de Windows desejariam…

xkill

(o xkill pode também ser activado através de Alt+F2 e digitando xkill)

E são estas algumas das infindáveis possibilidades da consola, que poupam muito trabalho se utilizadas na hora certa. Para finalizar, só queria alertar o estimado leitor para um aspecto: certamente verificou que, ao longo de todos estes comandos, o resultado foi sempre uma verdade absoluta, algo extremamente verdadeiro e de acordo com o que realmente acontece. Então, proponho que perca uns segundos a analisar esta imagem:

bestblog

Consola não mente! E, já sabem…

Não percam o próximo episódio porque nós também não!

download

Download:Artigo disponível para download no formato PDF

Nota 1: Nunca é demais avisar, cuidado ao correrrem comandos com privilégios de superutilizador (vulgo root). Apenas corram comandos com tais privilégios se tiverem certeaz absoluta do que estão a fazer. De resto, apreciem o vosso sistema GNU/Linux!

Nota 2: É extremamente aconselhável comentarem, criticarem, corrigigrem ou sugerirem ainda outros comandos úteis que conheçam. Caso queiram, à vontade para sugerirem temas para as próximas edições da rúbrica.

Este artigo foi escrito por em 27 Mai, 2009, e está arquivado em Destaques, Dicas, Linux, Programas, Tutoriais, Utilitários. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
10 comentários em “Command&Dicas:Alerta CONSOLA – Utilidades diversas”
  1. uptime
    16:40:31 up 24 days, 18:49, 3 users, load average: 0.33, 0.21, 0.15
    http://yfrog.com/0ucapturaecrap

  2. Chega de ver esse comandos de linux. No curso ficamos mais de 3 semanas nesse comandos quero distancia desses comandos de linux.

  3. dany, dá para arranjar aqui ao pessoal o teu wallpaper?

    Tks

  4. Claro! Está no último Friday Relax, mas tenho-o colocado num enquadramento em que se vê parcialmente, Ora aqui fica: http://fc03.deviantart.com/fs43/f/2009/134/0/e/Co

    Por acaso gosto imenso destes wallpapers com várias cores ;)

  5. dany qual distribuiçao linux vc recomenda para o uso pessoal. Eu uso o ubuntu, por causa de 1 grande motivo.A internet nele aki e mais e muito mais rapido que no windows. Baixar coisas so no ubuntu.

  6. fogo a falares assim ate parece que o ubuntu é facilimo de utilizar para iniciantes xD
    mas é na verdade é uma questao d nos adaptarmos

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: