« A câmara digital resistente aos choques mais fina do mundo 147.456 processadores para “simular” o cérebro de um gato »
19/11/2009
Escrito por em Destaques | 5.075 Leituras

Num evento realizado hoje, o Google demonstrou o seu tão esperado sistema operativo open-source, sistema este que é baseado em Linux e no seu browser, o Chrome.
Para além da pequena demonstração o Google também informou que o código fonte está disponível para todos os que queiram ajudar no seu desenvolvimento.

capa

O Google resolveu aplicar a sua filosofia também ao Chrome OS, rapidez, simplicidade e funcionalidade.

Tudo estará na “nuvem”, ou seja, todos os seus documentos e aplicações serão guardados “fora” do seu computador. Para além de poder aceder em qualquer parte do mundo aos seus documentos, também não precisará de se preocupar com actualizações ou em ter de fazer o download de uma aplicação específica para abrir determinado ficheiro visto o Chrome OS fazer esse trabalho de pesquisa por si.

log

Actualmente o Chrome OS demora 7 segundos a iniciar mas com o tempo, e visto não ter atingido sequer a fase beta, deverá tornar-se mais rápido.

dis

O sistema é muito semelhante ao browser, sendo todo ele composto por abas, onde cada aba tem uma função específica, por exemplo a terceira aba permite-lhe aceder ao sistema de ficheiros.

me

Como não podia deixar de ser, também o Chrome OS tem um “menu principal”, para aceder ao mesmo basta clicar no ícone à esquerda das abas. Este menu, bem simples por sinal, permite-lhe aceder a várias funções do sistema.

Infelizmente nem tudo são rosas, segundo o site engadget o Chrome OS utiliza a memória local para acelerar o sistema e este não está configurado para funcionar com os discos “standard” (apenas SSD). Mas, visto ser um sistema open-source fica a esperança que alguns “experts” consigam mudar esse aspecto.

______________________________________________________________________

Pode encontrar este e outros artigos de igual interesse no meu blog pessoal: PPLANDTEK

Este artigo foi escrito por em 19 Nov, 2009, e está arquivado em Destaques, Geral/Outros. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
5 comentários em “Chrome OS apresentado (primeiras imagens)”
  1. OBSERVAÇÃO: Apesar de ser um sistema desenhado para estar ligado à Internet, poderá efectuar algumas acções em modo offline como por exemplo ver vídeos ou ouvir música.

  2. AntiPiracy diz:

    Pena é não terem pegado no Projecto ReactOS, isso sim deveria ser feito e criar um verdadeiro concorrente ao S.O. que todos conhecemos.

  3. Este Google Chrome está a passar completamente as minhas expectativas.

  4. É normal que este OS apenas suporte SSD, o seu destino será os netbooks!

    Eu pessoalmente não me tou a ver usalo no meu pc (win) ou no laptop (ubuntu).

    Muito mais que navegar na net e ver videos, eu programo em C++, java, js etc.

    Sinceramente, se eu tivesse um netbook, iria adorar este os lá. Porque, como o nome indica, um netbook serve para ir á net ver o email e outras senas assim, leva-se no bolso do casaco.
    Quase como um smartphone mas maior.

    Infelizmente, não sera um killer os para todas as maquinas e não entra em guerra directa com o windows em todos os sectores, apenas netbooks…

    • Acho que concordo… para já! Se o cloud computing evoluir como se espera… então vai ser um concorrente de peso. Isto porque há planos (Governos) de impor net de "banda larga" (mas com velocidades reduzidas) a todas as pessoas. Assim sendo qualquer pessoa poderia ter um SO bastante rápido sem um pc por aí além. Onde, ainda, perde é no suporte a jogos. Contudo, caso a "nuvem" evolua para onde se quer e a ideia de servidores dedicados a jogos sem suporte físico nos pcs e com o processamento gráfico a ser processado nesses servidores, penso que a batalha seria mais igualitária….

      Mas agora concentra-se nos netbooks claramente…

      Cumps

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: