« Android 2.2 Froyo oficialmente anunciado USBDeview, não há dispositivo USB que lhe escape! »
21/05/2010
Escrito por em Geral/Outros | 1.753 Leituras

Um grupo de 4 jovens da New York University querem resolver o problema da falta de privacidade do Facebook e outros, criando um projecto de rede social que não obrigue os utilizadores a partilhar para sempre as suas informações pessoais.

Para concretizar essa ideia, batizada de Diaspora, Ilya Zhitomirskiy, 20, Dan Grippi, 21, Max Salzberg, 22, e Raphael Sofaer, 19, só precisariam de alguns meses e 10 mil dólares, segundo suas contas.

Em 24 de Abril, começaram um peditório online e o sucesso imediato foi tal que neste momento já receberam cerca de 170 mil Usd.

Gratuito, o Diaspora, um software livre de código aberto que deve ser lançado entre julho e agosto, pretende ser a rede social do futuro, permitindo ao internauta montar o seu servidor pessoal, agregando a informação que quiser sem prejudicar sua privacidade.

“Quando você abre mão de dados, está fazendo isso para sempre”, disse Salzberg, o líder do projecto em entrevista ao “New York Times”.

“A importância do que eles dão em troca é desprezível se comparada ao que estão fazendo, e nós estamos a abriro mão de toda a nossa privacidade.”

O grito dos quatro universitários ecoou em um grande número de insatisfeitos com a atitude das companhias americanas, que requerem cada vez mais informações dos usuários, em troca de mais rapidez e facilidades durante a navegação.

O principal risco que existe nas redes sociais (e no resto da Web) é a impossibilidade de voltar atrás e apagar dados, que podem ser vendidos à industria de marketing para estudos dos comportamentos do consumidor.

Este artigo foi escrito por em 21 Mai, 2010, e está arquivado em Geral/Outros. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
2 comentários em “Projecto Diaspora”
  1. Isabel Mendes diz:

    Isto parece ter pernas para andar, pode ser que o facebook ganhe juízo!

  2. Nome (obrigatório) diz:

    Apoiados a 100%.. mas quem é que me garante que o futuro deste projecto não seja o mesma atitude usada pelas outras redes ( facebook, hi5, etc… )

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: