« Junte e separe arquivos com o HJSplit Chromium, explorador de internet disfarçado de modéstia! »
16/11/2010
Escrito por em Destaques | 1.743 Leituras

Ultimamente tinha-se gerado uma grande alvoroço nas “internetes” devido à imagem no site da marca da maçã avisando que iriam anunciar uma “bomba”.

Andavam rumores a circular de que seria um anúncio sobre a versão web do iTunes (que se espera ainda algo sobre o assunto), mas afinal não, foi apenas a divulgação de toda a discografia dos Beatles para o iTunes, sendo assim a primeira vez que será possível comprar online e legalmente a música dos “quatro de Liverpool”.

Cada álbum terá um preço de US$ 12,99 e ainda há a possibilidade de comprar três colectâneas pelo preço de US$ 19,99 cada.
Mas se pensa que vai ter de desembolsar uma quantidade ainda grande de dinheiro se apenas quer uma ou suas melodias dos Beatles engana-se, o acordo que tinha vindo a fazer-se entre a Apple e a EMI também prevê a compra de músicas individuais pelo preço de US$ 1,29 por música

Toda esta “epopéia” sobre a disponibilidade das músicas por parte da Apple começou no passado ano de 1978 quando a Apple Records processou a Apple por quebra de direitos de autor e de patentes (sim, já nessa altura se andava com os direitos de autor e patentes em cima de mesas de justiça) sendo que após uma longa batalha até 2007 trouxe-nos até nós a venda de toda a colecção dos 13 álbuns de estúdio dos Beatles por US$ 149,99, preço que já inclui a colectânea Past Masters.

Site: http://www.apple.com/the-beatles/

Este artigo foi escrito por em 16 Nov, 2010, e está arquivado em Destaques, Geral/Outros, Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
3 comentários em “Afinal eram os Beatles”
  1. Bela dica!

  2. FAIL da Apple?

    Ok ok, eu admito que os Beatles são nomes sonantes para a adição à biblioteca do iTunes, mas mesmo assim pensava que a bomba da Apple fosse maior!

    Mas pelo menos vai provocar sorrisos em muitos utilizadores ;)

    Cumps

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: