« ISO Workshop – para quem trabalha com imagens de discos Android cada vez mais fragmentado? »
01/03/2011
Escrito por em Jogos | 1.770 Leituras

Qual a melhor forma de fazer o cliente perder a confiança numa marca? Lançar um mau produto quando todos esperam algo de fenomenal. E foi isso mesmo que fez a Atari em 1982, que em vez de lançar o que vemos à esquerda, lançou o que vemos à direita, na imagem seguinte.


O problema surgiu quando Tod Frye, o programador do jogo, se viu perante uma consola com recursos muito limitados na consola em relação ao hardware da plataforma de arcada original, sendo 16 vezes inferior, a nível de recursos. Esta limitação obrigou a uma adaptação de formas e a separação de frames para os fantasmas, personagem e labirinto, que, uma vez mais devido a limitações, provocam um conflito no motor da consola, fazendo com que, visualmente, o jogo se torne desagradável. Além disto, a Atari impôs um tempo limitado para o lançamento do jogo.

Com o resultado final, o diretor de marketing da Atari disse que lançar o jogo para o mercado não seria uma boa ideia, e que os jogadores não iriam gostar do resultado final. As suas opiniões fora, no entanto, rejeitadas, e a publicidade ao jogo nos meios de comunicação social garantia que este era “ligeiramente diferente da versão original”.

Segue-se um vídeo do jogo em si, criado pelo utilizador do Youtube, Kikoskia.

As vendas, inicialmente, foram um sucesso tendo sido o jogo com mais sucesso da história dos videojogos da Atari, e foram produzidas mais cópias que o número de consolas existentes na altura. O problema surgiu mais tarde devido ao facto de muitas dessas cópias terem sido vendidas e outras devolvidas.

O jogo ficou marcado para a história devido ao seu sucesso inicial de vendas e toda a história envolvida. Apesar das críticas negativas recebidas, a empresa sempre se desculpou, alegando que as capacidades da sua consola não eram suficientes para um jogo exatamente igual ao original da versão de arcada.

Por esta semana é tudo. Para qualquer comentário, usem o formulário existente para esse fim. Podem, ainda, deixar as vossas sugestões de jogos para serem falados neste espaço no formulário de comentários ou enviar-nos por e-mail para yourewinner.kerodicas@criticamentefalando.com.

You’re Winner é uma rúbrica Criticamente Falando para o KeroDicas.com

Este artigo foi escrito por em 01 Mar, 2011, e está arquivado em Jogos, You’re Winner. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: