« Rally Group B em DiRT 3 Battlefield 3 Fault Line Episode 3 Trailer »
31/03/2011
Escrito por em Jogos | 1.583 Leituras

Existem casos de jogos que são maus por si só, e outros casos de jogos que são maus porque as consolas de origem são más. É o caso da Atari Jaguar, lançada em 1993 pela Atari. A Jaguar foi uma consola lançada como concorrente à Super Nintendo e Sega Saturn, alegando ter 64 bits contra os 16 e 32 bits, respetivamente, dos concorrentes. A consola foi lançada ao astronómico preço de U$249,99.

O vídeo anterior foi um dos anúncios que marcou o lançamento da consola no mercado. Sem ofensa para a Atari, mas a empresa sim, é que precisa de umas aulas de marketing. As campanhas eram muito agressivas e rebaixavam a concorrência. O termo “Do The Math”, aplicava-se como uma ofensa ao utilizador que não fosse dono de uma destas consolas.

Inicialmente, a Jaguar foi bem sucedida no mercado, mas isto durou apenas durante o período de férias de 1993. Apesar de ter sido a primeira consola de 64 bits do mercado, a mesma acabou por ser um enorme fracasso, que levou a Atari a abandonar o mercado das consolas. A consola não pôde sustentar as vendas posteriormente, e os programadores de jogos também contribuíram para o declínio das vendas: poucos jogos lançados, dificuldade em lançar novos títulos e jogos de pouca qualidade.

Além de tudo isto, o hardware da Jaguar foi prejudicado por uma falha no controlador de memória do CPU, que impedia a execução de determinados códigos pela memória RAM. Menos grave, mas também importante, defeitos na porta de série, o que obrigava os programadores a ter de detalhar cada pedaço de código. As ferramentas de desenvolvimento para o Jaguar saíram muito mais tarde que os programadores imaginaram, e a documentação era incompleta.

Todo o hardware tinha o seu q de ridículo, quer a ligação à televisão que era feita pela antena, quer a consola que não tinha as portas mais delicadas protegidas e sem suporte para CDs, passando pelo terrível comando que o utilizador viria a segurar com um teclado absolutamente inútil. Isto foi a Jaguar, que mais tarde ainda recebeu uns add-ons para se tentar salvar no mercado. Mas era já tarde demais.

No You’re Winner vamos apresentar alguns jogos desta e outras consolas, e com estes artigos pretendemos que saibam a que consolas nos referimos quando falamos em maus jogos, de modo a entenderem as possíveis limitações aos programadores ou salientar a sua incompetência perante os recursos que lhes eram disponibilizados.

Para terminar, uma análise em vídeo, como já é hábito neste espaço:

Por esta semana é tudo. Para qualquer comentário, usem o formulário existente para esse fim. Podem, ainda, deixar as vossas sugestões de jogos para serem falados neste espaço no formulário de comentários ou enviar-nos por e-mail para yourewinner.kerodicas@criticamentefalando.com.

You’re Winner é uma rúbrica Criticamente Falando para o KeroDicas.com

 

Este artigo foi escrito por em 31 Mar, 2011, e está arquivado em Jogos, You’re Winner. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
2 comentários em “You’re Winner (XI): Atari Jaguar”
  1. Pequena correção: tanto a Megadrive como Supernintendo corriam a 16bit,a primeira a 32 foi a Saturn. Excelente artigo!

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: