« Pirate Bay não terá direito a novo julgamento Sony PlayStation quer concorrer com… o iPhone »
27/06/2009
Escrito por em Mundo | 1.601 Leituras

A notícia da morte de Michael Jackson teve um efeito imediato na Internet: sites que demoram a abrir, blogues com centenas de comentários, dezenas de vídeos a entrar no YouTube e outras tantas fotos no Flickr. Mas os grandes «protagonistas» são mesmo o Twitter e o Facebook. As redes sociais espalham os pormenores da morte e unem os fãs mais sentidos.

pop_king_kero

Durante a última madrugada, nove dos 10 tópicos mais usados no Twitter diziam respeito a Michael Jackson. O Los Angeles Times garante mesmo que estão a ser feitos cinco mil twits por minuto sobre o assunto.

Enquanto os meios de comunicação social ainda não confirmavam a notícia, o primeiro twit baseado na TMZ apareceu: «Damn… it’s official» (Raios… é oficial).

O Facebook esteve mesmo inacessível durante algum tempo devido ao congestionamento. Quando voltou, já dezenas de pessoas tinham actualizado os seus perfis com condolências, letras de músicas e links para os seus vídeos.

Charles Winter, de 19 anos, australiano, liderava um grupo no Facebook com mais de 60 mil pessoas, uma espécie de petição para Michael Jackson actuar na Austrália.

A produtora que estava a organizar a sua tournée na Europa retirou de imediato as datas dos concertos do seu site.

A wikipedia actualizou-se em minutos, com os verbos a passarem para o passado.

Fonte: Portugal Diário

Este artigo foi escrito por em 27 Jun, 2009, e está arquivado em Mundo, Notícias, Websites. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
1 comentário em “Michael Jackson «entope» a Internet”
  1. sinceramente o michael foi matando-se a si proprio com as operações que fez

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: