« Windows Vista Service Pack 2 em Português disponibilizado oficialmente HTC Magic custará 474,90 Euros na TMN, demasiado caro »
01/07/2009
Escrito por em Mundo | 3.073 Leituras

Onze anos de prisão foi quanto valeu a um adolescente de 19 anos, portador de deficiência visual, por invadir sistemas de operadoras de telefone de Boston para enganar o serviço de emergência dos Estados Unidos (911). As falsas chamadas chegaram a mobilizar a SWAT (grupo de elite da polícia norte-americana) que foi para a casa de inimigos do jovem. Esta prática é conhecida como «swatting», de acordo com o que noticia o jornal «Globo».

trinity_hacking_matrix

O norte-americano Matthew Weigman, também conhecido como «Li’l Hacker», de Revere, no Massachusetts, foi condenado na passada sexta-feira a 135 meses de prisão, por um juiz federal em Dallas, por ser considerado culpado das acusações de conspiração para acesso a dispositivo para cometer fraude e ameaça a testemunha ou vítima.

De acordo com a mesma fonte, que cita o jornal «Inquirer», Weigman começou a fazer estes telefonemas aos 14 anos.

Fazia parte de um grupo de hackers, mas teve uma sentença ainda maior por ter ameaçado um funcionário de uma operadora de telefones que descobriu o crime e o informou aos investigadores do FBI.

Já em 2005, o adolescente tinha sido alvo de uma investigação federal por enviar uma equipa da SWAT à casa de uma rapariga que recusou participar em sessões de sexo por telefone com ele.

Sean Paul Benton, 23, outro membro do grupo de hackers, foi condenado a 18 meses de prisão. Já Carlton Nalley também se declarou culpado das mesmas acusações, mas não compareceu ao tribunal na passada semana.

Fonte: Portugal Diário

Este artigo foi escrito por em 01 Jul, 2009, e está arquivado em Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
2 comentários em “Hacker apanha 11 anos de prisão por telefonemas falsos”
  1. Meter a Swat ao barulho é no mínimo… estúpido!

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: