« Courier: o “tablet” da Microsoft iTunes 9.0.1.8 »
23/09/2009
Escrito por em Nacional | 1.787 Leituras

O secretário de Estado da Educação disse, esta quarta-feira, que não aceita o uso da palavra suspensão a propósito da distribuição dos portáteis Magalhães e esclareceu que a continuidade do programa será uma decisão do próximo governo.

Depois de uma fonte do Plano Tecnológico da Educação ter dito que o programa da distribuição dos computadores Magalhães está suspenso, o secretário de Estado da Educação rejeitou utilizar a palavra suspensão.

O programa «não está suspenso», tendo em conta que 400 mil Magalhães já foram distribuídos e que o projecto não passa «meramente» pelo fornecimento de computadores, mas também pela sua utilização, disse Valter Lemos.

O governante confirmou que o programa está em falta na «entrega da nova remessa de computadores aos alunos que entram» agora no primeiro ano de escolaridade.

«A entrega do computador Magalhães implica uma despesa elevada e naturalmente que o Governo entende que deve ser o próximo executivo a tomar essa decisão, sendo que está tudo preparado para que ela possa ser tomada tão rapidamente quanto o novo governo desejar», justificou.

Fonte: TSF

Este artigo foi escrito por em 23 Set, 2009, e está arquivado em Nacional, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
6 comentários em “Distribuição do Magalhães ficará nas mãos do próximo Governo”
  1. Guilherme de Sousa diz:

    é a historia da batata quente q o PS lança…

    se o proximo governo (caso calhe o PSD) cancelar o projecto q em tempos foi tao criticado é pq esta a tirar a opurtunidade a muitas crianças, ficando estas em desigualdade com as q já receberam.
    caso nao cancele tambem pode ser criticado pelo PS pois anteriormente era contra o projecto(o PSD).

    cumps;)

  2. Politica… eles não se importam com o que realmente interessa. O Magalhães pode ter (e tem) muitos defeitos, mas para milhares de crianças foi a abertura de um novo mundo. Talvez se mudar a côr do governo, aconteça como o TGV… para o governo é sempre imprescindível, para a oposição é despesismo. Só não se discute é se realmente beneficia o destinatário final…

  3. Mais uma vez quem vai lucar com isto tudo, mude o governo ou não, será a JP Sá Couto. Se o governo quer, JP Sá Couto vende, se o governo não quer, JP Sá Couto processa o governo e diz que o contrato não foi cumprido… e JP Sá Couto volta a ganhar! Política de casa de banho, é o que é toda esta palhaçada que já cheira muito mal!

    • Guilherme de Sousa diz:

      sim mas a jpsacouto nao tem culpa de nada.. se ganha foi porque assim o governo quis…

      esta longe de ser a culpada.

      cumps

  4. viva ao socras!

  5. agora é que o governo vai roubar a valer!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! xDxD

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: