« AVG Anti-Virus Free 8.5 Build 420a1700 Opera 10.10 Beta (c/Unite, Build 1810) »
01/10/2009
Escrito por em Destaques | 3.396 Leituras

Já salientamos pelo menos 2 vezes que as novas placas gráficas da Nvidia poderiam no mínimo surpreender o mercado com os seus novos e poderosos dotes de processamento e de grafismo, capazes de encostar às boxes os processadores actuais, tanto gráficos (GPU’s) como de processamento bruto (CPU’s).

gt_300_chip

Além de várias melhorias tecnológicas para aumentar a capacidade de processamento gráfico, os GPUs Fermi vão ser, segundo a Nvidia, os primeiros chips deste tipo com capacidade para entender a linguagem de programação C, C++, Fortran e Nexus. Isto significa que os programadores não vão ter de utilizar uma linguagem diferente para fazer com que as suas aplicaçõs tirem partido do GPU.

A confirmar-se as intenções da Nvidia, as futuras placas gráficas com GPUs Fermi têm o potencial para substituírem o processador central do sistema (CPU) num grande número de funções. Ainda neste campo, a Nvidia promete que a tecnologia Fermi terá cerca de oito vezes mais capacidade de processamento de virgula flutuante de dupla precisão do que a actual arquitectura GT200.

gt_300_chip_sumario

Entre as outras novidades do Fermi, destaque para fusão das unidades de processamento de pixéis e de vertexs.

A Nvidia anunciou ainda algumas das características do primeiro GPU Fermi: três mil milhões de transístores (o actual GT200 tem 1,4 mil milhões), 512 núcleos de processamento CUDA, 16 ou 48 KB de memória cache L1 e 768 KB de memória cache L2. Recorde-se que os GPUs GT200 actuais não incluem qualquer memória deste tipo.

Apesar de ter enunciado todas estas características, a Nvidia não indicou datas de lançamento, preços de referência das placas gráficas e se os GPUs Fermi vão suportar o DirectX 11 da Microsoft.

Fonte:  Exame Informática via TechTree

Este artigo foi escrito por em 01 Out, 2009, e está arquivado em Destaques, Notícias, Tecnologia. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
5 comentários em “GPU’s “Fermi” da Nvidia vão revolucionar industria de processamento”
  1. Cheira a desespero por parte da Nvidia face às Ati HD58XX, ou isto é mesmo uma evolução natural?

  2. so para comentar face a esta ''noticia'' qe esses chips nao vao revolucinar assim tanto o mercado de graficas…ate pqe a nvidia esta bem em apuros… pqe:

    '' GPU de próxima geração da Nvidia, o GT300. Segundo o site, as taxas de aproveitamento dos GPUs fabricados é de apenas 1,7%. Mais concretamente, o site afirma que dos 416 GPUs GT300 produzidos, apenas sete estavam em boas condições.

    O que isto significa é que em cada 100 processadores gráficos produzidos, a Nvidia aproveita menos de dois. Esta é uma percentagem terrível, visto que, normalmente, as primeiras samples a serem produzidas conseguem taxas de aproveitamento na casa dos 20% ou mais.
    ''

    http://aeiou.exameinformatica.pt/proximo-chip-da-

    enfim….boraa ati, boraa x'D venham dai as hd5870 x2 !!!

  3. parece ser um grande GPU mas acho k a ATI nao fica mt atrás
    mas as buids se estão assim a nvidia esta bem tramada

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: