« BORLA: IObit Security 360 Pro grátis por 1 ano 10 extensões bastante úteis para o Google Chrome »
19/10/2009
Escrito por em Mundo | 4.284 Leituras

Os seis maiores estúdios cinematográficos de Hollywood, representados pela associação cinematográfica norte-americana – MPAA, preparam-se para rever a sua estratégia na luta contra a pirataria informática. Entre as novidades estão a reestruturação do departamento e a substituição do termo “antipirataria” pela expressão “protecção de conteúdos” (content protection).

filmes_piratas

A notícia é avançada pela CNet, que dá conta do despedimento de três dos responsáveis da MPAA que até agora têm estado por trás das estratégias para travar a partilha ilegal de filmes, que aparentemente não estarão a satisfazer os estúdios.

Um porta-voz da associação ter-se-á recusado a comentar os despedimentos, mas confirmou a nomeação do antigo vice-presidente executivo da MPAA para chefe do novo departamento de “protecção de conteúdos” e responsável dos assuntos legais da associação – concentrando numa só figura dois cargos até agora dispersos dentro da organização.

mpaA_tshirt

As mudanças acontecem quando, apesar dos muitos processos judiciais intentados pela MPAA contra sites e utilizadores, a partilha ilegal de filmes continua a aumentar e tende a generalizar-se. A Internet está cada vez mais rápida – permitindo fazer rapidamente downloads dos vídeos que em tempos eram grandes demais para partilhar (em tempos razoáveis) na rede – e as tecnologias de partilha estão cada vez mais desenvolvidas, tornando a troca de ficheiros cada vez mais simples e fácil, mesmo para leigos.

Os estúdios temem que a troca de filmes – até agora dificultada por factores como o tamanho ou a (má) qualidade dos ficheiros – se torne, com os avanços tecnológicos, tão comum como é actualmente a partilha ilegal de músicas.

torrents_movies

Após um longo período em que a “luta antipirataria” passou pelos tribunais, a MPAA parece agora aperceber-se que essa não será a solução mais eficaz, refere ainda a CNet, citando informação proveniente de “fontes internas” dos estúdios.

A nova aposta pode passar por acordos com os fornecedores de soluções de banda larga, para que estes ajudem a encontrar uma solução “ao nível da rede” para impedir a partilha dos ficheiros, reporta a mesma fonte. Mas até aos nossos dias, nem a indústria musical, nem a cinematográfica, foram capazes de envolver nesta “batalha” os principais fornecedores de Internet.

Fonte: TeK

Este artigo foi escrito por em 19 Out, 2009, e está arquivado em Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
4 comentários em “Estúdios de cinema revêem estratégia anti-pirataria”
  1. Se os ISP's vão nessa cantiga, só há uma coisa a fazer: fim do contrato de internet. Depois kero ver onde vão parar.

  2. mesmo que os isp se ponham do lado da industria, será que ngm ouviu falar em vpn's ou encriptação de dados?

    cumpz

  3. Então já somos 2 B)

  4. Se os ISP's vão nessa cantiga pq perdem milhões já que ninguém precisa de banda larga de 50 100 mb ou 1gb para estar no messenger… Não sei se tb por não sabem o dia de amanha só fazem contratos de duração mínima de um ano. Uma coisa é certa os grandes estúdios não estão optimistas em relação ao futuro.

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: