« VLC Media Player 1.0.3 ICANN aprova endereços sem caracteres latinos »
02/11/2009
Escrito por em Nacional | 4.345 Leituras

windows7_kerodicas

A Microsoft está a levar a cabo uma oferta promocional do Windows 7 que prevê a comercialização do novo sistema operativo a preços mais vantajosos para o sector da educação. Através da promoção “Sacar Upgrade”, os estudantes e os professores poderão obter o SO a um preço de venda recomendado de 31,27 euros.

A campanha inicia-se hoje e irá estender-se até 30 de Junho de 2010, permitindo a actualização para o Windows 7 Professional, quer em português, quer em inglês. Aos interessados, solicita-se que visitem o site www.sacarupgrade.com para não só conhecerem as condições da campanha como também encomendarem a actualização via Internet. No entanto, o processo da actualização propriamente dito não é feito online.

windows7_versoes

Depois de feita a encomenda e de seleccionado o parceiro fornecedor do Upgrade Windows 7, que poderá ser qualquer um dos parceiros Optimus, TMN, Biz Direct ou Prológica, os estudantes e professores serão encaminhados para uma página Web na qual poderão concluir o processo de encomenda electrónica. Depois, a licença e o DVD de instalação do Windows 7 Professional serão enviados via correio para as moradas indicadas no processo de encomenda.

Recorde-se que as actualizações ditas tradicionais para a versão Home Premium, Professional e Ultimate custam 89,99, 204,99 e 219,99 euros, respectivamente.

homepageHomepage: SacarUpgrade (“Brevemente Disponível”)

fonte.pngFonte: PC Guia

Este artigo foi escrito por em 02 Nov, 2009, e está arquivado em Nacional, Notícias, Websites. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
15 comentários em “Windows 7 para educação a preço especial”
  1. Para mim é à pala! Vivá FCUL :)

  2. Lycanthrope diz:

    Ainda estou um bocado confuso com esse Upgrade… Esse upgrade é quê? Do vista para o 7? Ou de uma versão do 7 para uma superior? :S

    Cumps

    • Do Vista para o 7 Profissional, mas devem-te pedir uma key qualquer do Vista ou assim, não o oferecem assim a 30 euros sem mais nem menos. Isto porque estamos a falar da M$, claro…

      • Lycanthrope diz:

        Ah sim… :) Mas sempre é um bom preço. Contudo como tenho o portátil a pouco tempo posso fazer (e vou) o upgrade por 30€.
        Obrigado pela info.

        Cumps

      • Em vez de te preocupares com o dinheiro dos outros, porque não vais preparar a tua máquina para as próximas versões de teste do Ubuntu, é que a 9.10 tem trazido bónus para alguns utilizadores. IMO

        • Boas,
          O Ubuntu 9.10 já é uma versão final, não é de testes. E depois, entendeste o meu comentário erradamente. Não me estava a preocupar com a saúde financeira de ninguém, estava a referir-me a uma acção lógica da Microsoft como monopólio que é.
          Digam o que disserem, a Microsoft é uma empresa e o objectivo máximo de qualquer empresa é conseguir lucro.
          Ora imagina tu como sendo o Sr Steve Ballmer, o mundo das informáticas aos teus pés, cheio de recursos e à frente de um monopólio imparável. Tinhas acabado de lançar um produto novo, que tinha criado grande excitação no mercado. Achas mesmo que ias perder alguns milhares a oferecer de graça esse produto a uma certa parte do mercado? Querias ter no mínimo a confirmação de que já tinham gasto dinheiro nos teus produtos, e que pretendiam manter esse uso, o que levará a um efeito de bola de neve que poderá atrair ainda mais clientes para a tua empresa. Porque essa tal pessoa até nem poderia utilizar nenhum produto teu anteriormente, ou ter obtido de formas ilegais, e assim dar-lhe-ias o produto à borla.
          Podem parecer ideias estranhas, mas é assim que funciona e sempre funcionou o mercado, em todas as empresas. Recentemente tive que fazer uma investigação mais profunda sobre uma empresa e o objectivo máximo é o LUCRO. E são estas medidas "subtis" que contribuem para isto. Pode não parecer nada de importante no nosso "micro-universo", mas na macrodiversidade de clientes da Microsoft, ainda é uma "fatia" considerável dos lucros.
          O meu comentário pretendia focar-se no carácter monopolista de empresa líder que é a Microsoft, e não questionar o que cada um faz ou não com o seu dinheiro ;-)
          Cumps,

          • Lycanthrope diz:

            LoL. Até pareces um economista a falar lol. Mas sim confirmo que o objectivo máximo de qualquer empresa é o lucro (salvo as de beneficência – mas mesmo essas precisam de um limiar mínimo de receitas para conseguirem-se sustentar). Contudo, penso que temos que pensar na microsoft mais como uma empresa com elevadíssima quota de mercado ao invés de "monopólio" – visto que há mais oferta do que a microsoft, o problema é o receio das pessoas mudarem e também por desconhecimento não é? Agora, monopólio mesmo é a Apple e os seus Mac's, não? Eu penso que sim. Mas como não conseguiu a penetração de mercado que a MS conseguiu ainda ninguém liga aos abusos dela… Mas como está a ganhar quota de mercado pode ser que se abra mais os olhos a isso :P.

            Cumps

          • LOL, é o que dá ter que conviver com um economista diariamente ;-)
            Sim, mas a Microsoft por vezes também tem os chamados "tiques monopolistas", por exemplo a questão do IE como browser do Windows 7. Mas enfim… que é que se pode fazer :-)?

          • Lycanthrope diz:

            Sim sim… Esses "tiques monopolistas" são os chamados "abusos de posição dominante". Mas tas lá! Daqui a bocado até tiras um curso em Economia :)

            Cumps

          • Boas,

            Com todo o respeito, mas do que li, não te focaste em nada que fosse ou se pudesse classificar como carácter, marcado, de uma empresa monopolista. Escreveste muito, ficou-te bem, mas podias te-lo feito de forma bem mais resumida.
            Como é lógico, as empresas não se iniciam em actividades, se não tiverem a possibilidade de serem bem sucedidas (fazem se estudos para isso) e não me vais dizer que este tipo de empresas trabalham para ter prejuízo ou lucros medíocres que não chegam para assegurar a sua actividade, quanto mais para distribuir por quem tem direito.
            Algures na historia, deves ter estudado isso, chegou-se à conclusão que ter como objectivo máximo, apenas o lucro ou a sua maximização, não é benéfico, por isso, acho que devias de ter mais cuidado quando dizes que o “objectivo máximo de qualquer empresa é conseguir lucro” (as empresas não são formadas só pelo departamento financeiro, por economistas e afins).

          • Voltando ao exemplo dado por ti. Este poderia ser algo de carácter monopolista se me dissesses que os preços praticados pela Microsoft, nesse mercado específico, fossem demasiado baixos, para que os seus concorrentes os pudessem praticar sem porem em causa a viabilidade da empresa e da sua actividade, mas pegando no exemplo da Canonical, que até disponibiliza o Ubuntu gratuitamente, não vejo onde queres chegar.
            Só mais uma coisinha, essas medidas subtis que falas, não são mais de que estratégia empresarial, e se bem percebi, aquilo a que te referes, qualquer empresa faz, não precisa de ter um monopólio.

            Cumps. ^_^ (tive que repartir o comentário em dois) xD

          • Boas,
            Já tinha aqui uma resposta pronta, mas acontece que sem querer fiz um refresh e perdi-a :S
            Basicamente, tens razão na maior parte, e isso devido a uma falha minha, já que a minha definição do conceito de monopólio era bastante superficial e um pouco incorrecta (já que, efectivamente não sou estudante nem de economia nem de gestão).

            Talvez tenha confundido um pouco com posição dominante. A Microsoft tem uma posição dominante no mercado dos Sistemas Operativos , e nomeadamente na sua relação com GNU/Linux, tem estratégias que demonstram abuso da posição dominante (como por exemplo fazer pressão sobre as marcas para inclusão do Win em netbooks que anteriormente tinham Linux instalado; ou então um site recente de propaganda ao Win7 que criticava e ridicularizava o Linux), o que levou a uma retracção nos utilizadores no, pelo menos, experimentarem Linux. A Microsoft, perante o GNU/Linux, condicionou o mercado, e, segundo a minha investida rápida na Wikipédia, isso pode ser considerado já como monopolismo (porque não está só relacionado com preços, segundo a minha pesquisa).

            Agora a Microsoft no mercado global dos sistemas operativos (Win, Mac e Linux), como agora me apercebi e me chamaste à atenção, não é monopolista, mas por vezes abusa da posição dominante -> http://ruicorreiabras.com/blog/2009/02/18/a-micro

            (cont…)

          • (cont…)

            Quanto à questão do lucro, todos os departamentos de uma empresa trabalham em consonância para um melhor serviço ao cliente e sim, no meu entender, esse é o objectivo máximo (deveria ser, em alguns casos…). Mas daí vem decorrente a satisfação do cliente, o que leva a mais clientes e a um maior volume de negócios e posteriormente, virá o lucro. Repensando o assunto, o objectivo máximo deve ser a "raiz" do problema, melhor serviço ao cliente, porque se esse for bom, todo o resto virá.

            Quanto às medidas subtis aka estratégias empresariais, nisso concordo totalmente contigo, e dizendo Microsoft, poderia ter dito toda e qualquer empresa. Esses pequenas campanhas a nós não nos parecem nada de mais, mas no conjunto global dos clientes de uma empresa, é algo relevante. E claro, essas estratégias dependem e baseiam-se nos estudos, como tu bem referiste!

            Desculpa esta resposta muito despachada e nalgumas partes talvez sem nexo, mas além de estar doente, o Benfica está a jogar! Está a ser interessante esta troca (saudável, claro :-D) de ideias e argumentos, e já deu para aprender qualquer coisa ;-) !
            Abraço ;)

  3. Na parte da manhã o site funcionava..todo bugado. Sem hiperligações e informações úteis.
    Deve ter sido feito "em cima do joelho".

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: