« TeamViewer 5.0 Final (Build 7418) Microsoft lança Bing 2.0, Bing Maps é agora um puro rival do Google Maps »
03/12/2009
Escrito por em Mundo | 2.638 Leituras

A Microsoft anunciou na segunda-feira que está a investigar o problema apelidado de “black screen of death”, que estará a deixar alguns utilizadores de sistemas operativos da Microsoft (incluindo o novo Windows 7) diante de um ecrã preto. O problema está relacionado com um tipo de malware que ainda não foi identificado. Inicialmente tinha sido noticiado que o “black screen of death” teria sido originado por updates de segurança da própria Microsoft, mas esta teoria já foi afastada.

bsod_black_comando_msdos

A Prevx, uma empresa britânica relativamente desconhecida que desenvolve software antivírus, foi a primeira a acusar a Microsoft de ser a causadora do problema através das suas actualizações de segurança, mas depressa admitiu estar enganada, tendo emitido um pedido público de desculpas ao gigante da informática.

Entretanto a Microsoft já indicou que o problema está a ser causado por uma qualquer forma de malware (software malicioso), que está a afectar apenas algumas dezenas de utilizadores (e não milhões, como tinha sido inicialmente noticiado).

De acordo com o “Telegraph”, o preto é o novo azul, referindo-se ao episódio ocorrido em 1998, quando Bill Gates estava a apresentar o sistema operativo Windows 98, em Las Vegas, e ficou diante daquilo que foi apelidado então de “blue screen of death”, um ecrã estático de cor azul. Tudo isto diante de uma plateia que acabou a bater palmas, talvez percebendo que até os gurus da informática mundial se debatiam com os mesmos problemas que os utilizadores comuns, relata o “Telegraph”.

Fonte: Público

Este artigo foi escrito por em 03 Dez, 2009, e está arquivado em Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
1 comentário em ““Black screen of death” não parece ser tão grave como se julgava”
Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: