« Fruity Loops Studio – Para quem gosta de música Primeiro trailer de Medal of Honor na Guerra Moderna »
16/12/2009
Escrito por em Mundo | 1.941 Leituras

O Governo australiano anunciou que pretende criar um filtro para a Internet, destinado a proibir o acesso a sites com conteúdos considerados criminosos. A decisão final foi revelada depois de sete meses de testes ao programa. O anúncio foi feito pelo ministro australiano das Comunicações, Stephen Conroy, que adiantou que os sites proibidos irão ser escolhidos por um organismo independente, com base em queixas dos cidadãos.

De acordo com a BBC, o polémico filtro esteve a ser testado pelos operadores australianos nos últimos sete meses e foi considerado eficaz nos seus propósitos.

Contudo a medida não está a ser bem recebida pelos cibernautas locais, que já resultaram em protestos no Twitter.

Um dos organismos contra o filtro australiano é a Electronic Frontiers Australia, cujo porta-voz Colin Jacobs afirmou à estação britânica que uma «tecnologia de sucesso não é necessariamente uma política de sucesso».

Colin Jacobs sublinha ainda que «ainda estamos à espera de ouvir uma explicação razoável sobre para que serve esta medida, quem irá beneficiar e porque vale a pena gastar tanto dinheiro dos contribuintes».

A legislação sobre o filtro australiano deverá ser aprovada pelo parlamento local em Agosto de 2010 e a sua implementação deverá estar concluída no período de um ano.

Fonte: Sol

Este artigo foi escrito por em 16 Dez, 2009, e está arquivado em Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
2 comentários em “Austrália segue exemplo chinês e cria filtro para a Internet”
  1. se a moda pega, isto é grave!

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: