« Sony Ericsson Vivaz: Ideal para gravações em alta definição Já circula a actualização para detectar versões piratas do Windows 7 »
26/02/2010
Escrito por em Notícias | 4.859 Leituras

A Sandisk eleva a barra mais longe do que qualquer um dos seus concorrentes, se pensou que um cartão CF não poderia fazer maravilhas, está errado.

O novo standard, 5.1, aumenta o limite de 147 Gb que tinha no standard 4.1, para uns impressionantes 188 Petabytes teóricos. Para terem uma noção, seria o equivalente a 188 mil discos rígidos de 1TB, ou 2.7 milhões de horas de vídeo em qualidade HD.

Já imaginaram as possibilidades de tanta capacidade em tão pouco espaço ? A parte curiosa é a velocidade de gravação, pois com as velocidades actuais certamente demoraria uma eternidade. Que uso daria a este cartão ?

Este artigo foi escrito por em 26 Fev, 2010, e está arquivado em Notícias, Tecnologia. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
10 comentários em “Sandisk Extreme III: 188 petabytes!!!”
  1. humm…
    eu… nada lol

    kreio q por estes dias d hj um utilizador normal e mm os um pouco mais exigentes este cartao seria algo d um pouco arriscado e tb algo dispendioso

  2. Isto nos dias de hoje é ridículo!

    Eu preferia ter 50 cartões de 4gb do que 1 destes..além de ser mais rápido o acesso não teria toda a informação num só disco!

    Estou mesmo a imaginar ter um cartão desses numa máquina fotográfica ou mesmo que fosse para usar como pen..iria querer ter lá tudo..se desse o berro..perdia-se TUDO e não apenas uma parte..já para não falar que o preço disso deve ser absurdo! (ou não :P)

  3. Tá calado cromo!!! Já viste o que este cartão traz de novo?… É claro que o preço deve ser exorbitante, mas como tudo na informática, como a tecnologia já está desenvolvida, é tudo uma questão de tempo para que as coisas se tornem normais e os preços acessíveis.

    A ti não te dá jeito, mas a mim andar com os teus “50 cartões de 4Gb (ridículo)” é um grande incomodo.
    Eu neste momento tenho mais de 10TB de informação, repartida por vários discos. Se pudesse ter tudo num, era fantástico (nem precisava de tanta capacidade), mas como tudo na informática, a tecnologia avança a um ritmo de 1.000 vezes mais, pois ainda há uns 15 anos atrás um programa cabia numa disquete de 1.44Mb. Hoje isso é ridículo… Assim como a tua afirmação…

    • MASH deixa-te de ofensas!

      Um dia que o teu maravilhoso disco dê o berro..depois falas comigo!
      Se não tens experiência na área arranja-a!

      Fazes-me lembrar os tipos que querem comprar máquinas fotográficas…quantos mais megapixeis melhor..

      • AHHHHHHAHAHAHAHA!! Experiência… 30 anos dela…

        Bem, quanto à questão de ter tudo num disco, tens toda a razão. Para isso é que servem os backups e outros discos.
        Quem disse que eu ia por tudo naquilo???

        O que eu disse é que é um grande avanço tecnológico e que devemos estar gratos que isso seja desenvolvido.
        Agora dizer que é fixe andar com vários cartões de 4gb, é uma ideia algo retrograda (sem querer ofender).

        Além de mais, estes cartões não para um uso em apenas máquinas fotográficas (outro erro), mas sim em empresas com muita informação, em sistemas multimédia (visto que os filmes de 720p ou 1080p já ultrapassam os 4gb), portáteis (ou netbooks), telemóveis ou PDAs, etc…
        O facto de se ter conseguido colocar tanta informação num espaço tão pequeno tem várias ramificações, muito mais do que o uso como cartão de memoria para a máquina fotográfica.

        P.S. – Não, mais megapixeis não significa qualidade (concordo plenamente). Como podes ver não sou esses tipos…

  4. Quem copia quem? Este artigo existe tal e qual em imensos blogs, até espanhóis.

    Podiam pelo menos ter mudado um pouco o texto.

  5. é de facto de brutal! bom artigo!

  6. Não será “pentabyte”?

  7. Eu se tivesse esse cartão colava-o ao corpo !! ;D
    O preço é que… Se um dico externo de 1.5 teras, que não é multimédia custa 110€ isso vai ser ul alto balurdio xD

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: