« DropBox censurado na China Windows Live Messenger, o mensageiro que dispensa apresentações »
12/05/2010
Escrito por em Hardware | 3.575 Leituras

A Kaleidescape apresenta o seu primeiro «ripador» de Blu-ray caseiro sem necessidade de possuir um computador, provavelmente o sonho de muitos utilizadores. Neste caso, devido às suas características, é literalmente um «sonho», mas descubram abaixo o porquê…

A apresentação contou com 2 unidades, os modelos M300 e M500 que têm um papel muito interessante, tal como já mencionamos: permitir que todos os tipos de discos de CD ou DVD ou Blu-ray sejam «ripados» directamente para um servidor interno criando assim um completa e acessível colecção de filmes.

Até aqui tudo bem, o problema foram as regras impostas pelos Srs dos filmes, também conhecido por Hollywood, onde entre várias, destaco a mais estúpida: os filmes que fiquem ripados no servidor, para poderem ser lidos terão de ter um original numa das drives, ou seja, uma redundância…mas enfim, não seria de esperar outra coisa da MPAA.

Mas, parvoíces à parte, porque afinal a notícia até poderia ser boa, não fosse esse pequeno detalhe acima, chega o momento da verdade, o preço. Não se enganem, pois nem vão acreditar porque o M330 vale 2.495 dólares e o M500 3.995 dólares, será que vale mesmo a pena? eu cá acho que não!

Este artigo foi escrito por em 12 Mai, 2010, e está arquivado em Hardware, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
6 comentários em “Conheça um «Ripador» doméstico de Blu-Ray”
  1. Fernando diz:

    Eles não batem bem da cabeça!
    Com este preço é preferível investir num potente computador com tudo que é preciso para “ripar Blu-ray “, investir numa placa gráfica potente. Conclusão, comprar de tudo do melhor a nível informático.

  2. Comprava um PC topo-gama e ainda sobrava uns trocos para um monitor…

  3. O meu computador custou 700 euros e faz isso tudo , com o Ubuntu instalado nele


  4. BigOix:

    O meu computador custou 700 euros e faz isso tudo , com o Ubuntu instalado nele

    como podem ver aqui
    http://www.youtube.com/watch?v=xV-h4-LlSr0

  5. eu tenho 2 pcs (1 portatil e um fixo) e nenhum deles lê BD (Bluray Disc) mas se pretender ler uma ISO de um bluray, principalmente no portatil que tem cerca de 4 anos e uma gráfica de me*** consegue ler sem problemas nenhuns!!

    Dito isto: estou 100% satisfeito pelo que tenho :) nao quero mais nada…

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: