« Faça colagens de fotos divertidas com o Picture Collage Maker Free Win7codecs 2.6.0 »
10/08/2010
Escrito por em Notícias | 3.767 Leituras

O sistema Android acaba de ser surpreendido com a detecção de uma vulnerabilidade que se agrega ao sistema via SMS sem o consentimento do proprietário afectado, como é óbvio, para actuar de forma maliciosa.

O achado chega por parte da Kaspersky que o baptizou de Trojan-SMS.AndroidOS.FakePlayer.a. A suposta aplicação maliciosa aparece disfarçado de actualização para um leitor multimédia passando sempre a imagem ao utilizador que se trata de uma actualização legítima.

Demorou algum tempo, mas foi detectado aquele que se trata do primeiro trojan para Android, via SMS.  De momento as notícias não são as mais animadoras pois uma solução efectiva para este episódio estará programada somente para 2011, pelo que os utilizadores deste tipo de sistema operativo deverão apresentar o máximo de cautela aquando das actualizações do software, e verificar a procedência real das mesmas.

Este artigo foi escrito por em 10 Ago, 2010, e está arquivado em Notícias, Telemóveis. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
5 comentários em “Android: Kaspersky detecta o primeiro trojan do sistema operativo”
  1. tanto tempo para a correcçao?? não pode ser…

  2. «[…] SMS sem o consentimento do proprietário afectado […]»

    Não é verdade.

    Para instalar uma aplicação, o utilizador tem que concordar com as permissões da mesma (ainda no Market). Se o utilizador aceita que a aplicação lhe controle o sistema de SMS, então está a dar consentimento à aplicação para enviar SMS para onde bem entender. Nada de novo aqui.

    Não se preocupem, quem souber ler não vai ser afectado por este problema.

    • sim, mas por isso é que mais abaixo na notícia também escrevo:

      “A suposta aplicação maliciosa aparece disfarçado de actualização para um leitor multimédia passando sempre a imagem ao utilizador que se trata de uma actualização legítima.”

      o que justifica a frase de cima, não?

      • Actualização:

        Ao que parece, a aplicação nem sequer está disponível no Market. Trata-se de uma aplicação que chegou via e-mail a alguns utilizadores russos (apenas) de Android que tiveram que a passar para os seus telefones e instalá-la manualmente.

        E o aviso parte de uma empresa de Anti-Vírus, sediada em Moscovo, que tem uma aplicação para Android em desenvolvimento… Poupem-me.

        É um hype que não tem fundamento, mas infelizmente é um perigo real neste Sistema Operativo.

        • Actualização:

          A aplicação anti-vírus que a Kaspersky está a desenvolver para Android só estará disponível em 2011, e é por isto que o Kerodicas afirma que a «[…] solução efectiva para este episódio estará programada somente para 2011».

          Esta notícia que se tem alastrado em todos os meios de comunicação não passa de marketing barato. A solução efectiva é desinstalar a aplicação.

          Mas uma vez mais, só terão acesso a esta aplicação maliciosa se viverem na Rússia; se tiverem recebido a aplicação via e-mail e a tiverem instalado manualmente no vosso smartphone.

          (não sei se posso inserir links com as fontes desta informação, mas não quis arriscar)

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: