« Friday Fun Windows 7 Manager »
09/10/2010
Escrito por em Notícias | 3.407 Leituras

A Berkeley Bionics desenvolveu um dispositivo para permitir mobilidade a deficientes com cadeiras de rodas. Trata-se de um exoesqueleto que capta movimentos humanos e possibilita que o indivíduo fique de pé e ande sem a necessidade de outra pessoa.

Chamado de eLEGS, é movido a bateria e utiliza sensores para captar a movimentação do corpo. Pode ser utilizado por pessoas entre os 1,60m e 1.95m, com um peso médio de 99kg.

Numa fase inicial, o dispositivo será utilizado em centros de reabilitação por volta do segundo semestre de 2011. A pretensão é de que até 2013 tenha início a comercialização em larga escala.

Este artigo foi escrito por em 09 Out, 2010, e está arquivado em Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
9 comentários em “Tecnologia permite que deficientes com cadeiras de rodas fiquem em pé”
  1. Grande avanço, sempre a “andar”, é assim mesmo.

  2. Amilcar Pereira diz:

    Muito Bom!
    Esperemos que esta tecnologia venha a ser acessível a todos que a necessitem pois seria algo gratificante.

    cumps para o pessoal do KeroDicas :D

  3. eu acho que o ronaldo é que merece os milhões: IRONIA obviamente

    • sinceramente o que tem uma coisa a ver com outra?
      já dizia o Friedrich: “Quanto mais me elevo, menor fico aos olhos de quem não sabe voar.”

      • tem a haver que uma pessoa que desenvolve uma coisa destas nao tem o reconhecido valor nem mediaticamente nem monetariamente. Queres comparar chutos numa bola com devolver a capacidade de andar?

        Ja dizia o Fel “Não percas tempo em discussões futeis”

  4. Se deixassem de brincar aos robots e se empenhassem na enzima que bloqueia a regeneração da espinal medula, isso é que era de grande valor…
    Este brinquedo, não passa de mais um para irem buscar umas croas com os mais abastados.

    Antes que me critiquem, eu desloco-me de cadeira de rodas e acho isto uma perda de tempo.
    Comecem a [moderado] na igreja e avancem com as celulas estaminais e clonagem das mesmas, mesmo que a igreja seja contra.

    Esperemos que um dia consiga largar a cadeira e voltar a andar, pq a maior parte das pessoas não imagina o negocio que existe por detras das fabricas de material ortopédico, já para não falar no preço de 3000€ para uma simples cadeira de rodas electrica reles….

    • não conheço essa área mas no que sei actualmente é muito mais fácil construir um simples robô de milhões de euros que investir seriamente, biliões numa coisa que pode pode dar em nada…

  5. Peter…

    Cada técnico na sua área e se há pessoas com capacidades para construir mecanismos deste género, a eles temos que ficar muito agradecidos.
    Outros, na sua respectiva área, concerteza se empenham diariamente para tentar descobrir outros métodos de actuação a nível da espinal medula.
    Estamos (a nível mundial) a tentar combater algo que priva milhões de pessoas, nos seus trabalhos, seio famíliar, e até na sua higiene pessoal…
    Quantas mais forem as formas de combater este impedimento melhor…
    Só temos que louvar quem tem iniciativas destas…
    Como é do conhecimento geral, estes mecanismos envolvem grandes custos a nível da investigação e tambem dos seus componentes.
    Quanto às comparticipações cabe aos chefe…s de cada país, tentar minorar os custos de cada aquisição para os mais necessitados.

  6. André se tu soubesses o que é viver preso a uma cadeira de rodas, não fazias comentarios desses.
    Louvar a quem faz um robot que não tem utilidade nenhuma, em nada vai ajudar na recuperaçao pois o problemas esta no que referi, numa enzima que não deixa as celulas da medula regenerar como acontece noutros animais.
    Antes de louvarem estas pessoas que só pensam em lucro, tentem informar o que vale de verdade para uma pessoa com mobilidade reduzida…

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: