« Need for Speed: Shift 2 Unleashed, a próxima entrada nesta famosa série PureSync: aprenda a guardar os dados da sua rede de forma completa »
17/11/2010
Escrito por em Notícias | 3.062 Leituras

Quando pensamos em google e rankings pensamos logo na nossa cabecinha “o google está em primeiro”. Desta vez não é diferente, o navegador Chrome ganhou o primeiro lugar na lista “Top aplicações vulneráveis – 2010” elaborada pela Bit9.

A empresa que criou a lista recorreu às estatísticas do EUA do Instituto Nacional de Padrões e a base de dados de vulnerabilidades de tecnologia. O Chrome ficou em primeiro lugar por uma margem significativa , com 76 vulnerabilidades reportadas e “perdendo” no segundo lugar ficou o Safari com 60 problemas, o Firefox teve 51 vulnerabilidades, e surpreendentemente o Internet Explorer teve 32 onde apenas o Opera o deteve de ser o browser com menos falhas, este ultimo teve 6 vulnerabilidades.

© WebProNews

O relatório representa o “quem é quem” do vulnerável das empresas de tecnologia e os aplicativos mais populares, e contradiz a percepção de que o software da Apple é o mais seguro. A lista classifica as aplicações pelo número de casos de “alta gravidade” de vulnerabilidades que afectaram os utilizadores durante 2010.

A lista apresentada pela bit9 inclui o seguinte ranking:

  1. Google Chrome (76 vulnerabilidades reportadas)
  2. Apple Safari (60)
  3. Microsoft Office (57)
  4. Adobe Reader and Acrobat (54)
  5. Mozilla Firefox (51)
  6. Sun Java Development Kit (36)
  7. Adobe Shockwave Player (35)
  8. Microsoft Internet Explorer (32)
  9. RealNetworks RealPlayer (14)
  10. Apple WebKit (9)
  11. Adobe Flash Player (8)
  12. Apple QuickTime (6) e Opera (6)

A Bit9 ainda disse num comunicado oficial que “Na maioria dos casos, os fornecedores na lista emitiram patches para consertar as vulnerabilidades identificadas.”

Mas claro temos de salientar que o Chrome é ainda «novinho» comparativamente a aos outros softwares da lista e têm uma maior rapidez de actualização devido também a muitas pessoas tentarem encontrar novas falhas nele.

Fonte: WebProNews


Este artigo foi escrito por em 17 Nov, 2010, e está arquivado em Notícias, Programas, Tecnologia. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
15 comentários em “Google Chrome no topo das aplicações mais vulneráveis!”
    • peço desculpa por não ter apresentado as vulnerabilidades que o senhor teve/tem mas por não ter apresentado a lista.

      A lista foi actualizada assim como o artigo… surpreendentemente o opera aparece só com 6 vulnerabilidades.

  1. IE só tem 32 vulnerabilidades?? Devem estar a gozar.

    • segundo o “relatório” sim só… mas temos de ter em conta que são contadas as vulnerabilidades já conhecidas e foram ou não corrigidas, onde o Chrome lidera por causa dos colaboradores…

      PS: O IE não é assim tão mau em segurança… é mais o não ter numa versão final as novas “linguagens web” e ter os apetrechos que todos os browsers tem assim como o ie9 beta tem…

  2. IE 32 vulnerabilidades sou capaz de dizer que é impossivel! Lá esta, eles devem-se basear nos erros que fora corrigidos e como o IE não e muito dado a correções quando comparado com o chrome deve estar ai o problema! Uso e nao vou deixar de usar tao cedo o Chrome e aconselho ! ;)

  3. José Gomes diz:

    Firefox all the way

  4. ya, o opera é excelente 8)
    :lol:

  5. Nuno José diz:

    O relatório está bom mas convém acrescentar um outro dado

    Tempo de resposta ás falhas que só conheço do FF e IE (próprio dia e vários para cada um em média) o resto desconheço.

    • No caso da Microsoft, que é um ramo que conheço muito bem só em caso de critica ou muito critica é que é corrigida de imediato, se não a primeira 3ª feira de cada mês vem as correcções!

      Engraçado o Windows 7 não aparece na Lista e a Apple assim que a Adobe estão bem presentes!

      • P.S. – certamente porque fui um dos que ajudou a construir o Windows 7, e continuo, isto para mim, como colaborador e membro oficial da Windows International Team é um ORGULHO!
        :mrgreen:

        • onde é que o facto de teres ajudado a construir o windows 7 contribui para o artigo? :roll:

          • Apenas quis referir que os 96 portugueses que ajudaram num grupo de menos de 1000 pessoas, foi uma excelente ajuda para que o Windows 7 seja um SO do melhor que temos nos nossos dias!
            O Windows 8 ( Codename Next) será muito melhor, será certamente o fim da pirataria na Microsoft, visto que o Cloud Computing estará presente só precisamos do Hardware o resto é via Cloud! ;)
            Irei escrever algo em breve a este respeito :)

  6. O dia em que a pirataria do Windows acabar, com certeza a Microsoft deixara de ser a gigante que ela é, pois uma boa parte dos computadores pessoais no Brasil e também em outros países emergentes usam Windows pirata ou o maldito do Windows Start que vem em alguns PCs novos. Quando não der mais para piratear o Windows a maioria dessas pessoas vão se tocar que podem usar um PC sem um sistema Operacional pago e que podem fazer tudo em um sistema gratuito como o Ubuntu Linux. Penso que a Microsoft nunca vai deixar a pirataria acabar, visto que ‘Windows 7 é o sistema da Microsoft mais fácil de piratear que já existiu.

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: