« Controle o seu PC remotamente pelo Twitter Sims Medieval já nesta Primavera »
31/01/2011
Escrito por em Destaques | 2.191 Leituras

O Linkedin tem tido um crescimento fantástico e conta agora com 69 milhões de visitas mensais. Como todo o crescimento necessita de financiamento, esta prepara a sua entrada na bolsa de Nova Iorque.

O Linkedin, para quem não conhece, é uma rede social orientada para negócios, onde empresas e candidatos publicam informação acerca do seu curriculum e experiências profissionais.

Nascida em 2003 na Califórnia, reportou o seu primeiro lucro em Março de 2006. No primeiro dia deste ano – 1 de Janeiro de 2011 – esta rede social reportava 90 milhões de utilizadores registado em cerca de 200 países.

Com a apresentação dos papéis à Comissão de Mercado de Valores de Nova Iorque, foi possível auferir que a Linkedin gerou receitas de cerca de 161 milhões de dólares (€ 117.46 milhões | R 269.35 milhões) nos primeiros 9 meses de 2010 e lucros de 1.8 milhões de dólares (€ 1.31 milhões | R 3.01 milhões). As fontes de receita são maioritariamente provenientes da publicidade e dos serviços relacionados com a pesquisa de emprego. Com esta operação, Linkedin espera encaixar cerca de 175 milhões de dólares (€ 127.67 milhões | R 292.77 milhões).

Apesar de haver vários rumores com a possibilidade do Facebook agir de forma idêntica, ainda nada foi confirmado junto das fontes oficiais, aliás, existe um desmentido por parte das mesmas.

Se chegaram até este ponto do artigo, então necessitam de um maior conhecimento! Em Portugal, existem duas denominações para a composição do Capital Social de uma empresa. Caso esta seja maioritariamente detida pelo Estado, então denomina-se de empresa “Pública”. Por sua vez, caso uma empresa seja maioritariamente detida por “privados” (não-Estado) denomina-se de empresa “Privada”. Já em Obama’s Country – Estados Unidos da América – esta situação não acontece. Nos EUA, existem 3 denominações para as empresas: Governamentais, Públicas e Privadas. Sendo que as “nossas” empresas Públicas são as Governamentais nos EUA. Existe portanto, diferenciação no tratamento das “nossas” empresas privadas. Nos EUA, as empresas privadas são as empresas em que o seu Capital Social está fechado e apenas os detentores da empresa é que o têm. Não havendo possibilidade de um qualquer “endinheirado” comprar alguma posição no capital da empresa, sem acordo com os donos. Já as empresas Públicas, são as empresas que têm o seu capital social disperso na Bolsa de Valores, podendo qualquer pessoa comprar acções desta e deter uma posição no Capital Social da empresa.

Todo este “paleio” para vos informar que, ao contrário do enquadramento português que a Linkedin iria manter-se como empresa privada, nos EUA ganha o estatuto de Pública, porque qualquer pessoa pode comprar a empresa (não tendo em conta os entraves jurídicos e de poder que podem gerar) através de uma OPA – Oferta Pública de Aquisição. Assim, a Google, a Microsoft e a Apple, que são empresas “Públicas” podem ser compradas… o problema é que o seu valor de mercado é demasiado alto para qualquer pessoa comprar uma delas.

Opiniões, posições e oposições — > Comments Section!!


Este artigo foi escrito por em 31 Jan, 2011, e está arquivado em Destaques, Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
5 comentários em “Linkedin apresenta lucros e prepara-se para entrar na bolsa”
  1. Olá Gonçalo,

    Interessante a parte final do artigo, aparentemente estás a vontade no tema, aposta mais nisso meu caro, obviamente aqui no Kerodicas e relacionado com tecnologia. ;)

    Abraço. :)

    • Boas rapaz.

      Confesso que estou à vontade no tema… é que eu não sou engenheiro :P E sempre que se justificar eu farei uns posts destes… mas os visitantes não têm partilhado todo o meu entusiasmo pelas “vertentes económicas” :P

      Obrigado.
      Cumps

      • Que não seja por isso! Acho-as bastante pertinentes e instrutivas, e creio que também muitos outras as acharão, apenas não são cibernautas particularmente comunicativos ;)

        • Muito obrigado pelo voto de motivação ;). Quanto a não serem cibernautas particularmente comunicativos… só agora é que expressaste a tua opinião :P Kidding. Obrigado. O único senão é que terei de fazer um hiatus do Kerodicas.com BBBBBBBUUUUUUUAAAAAAAAAAa

          Cumps

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: