« Graphs Made Easy, nunca foi tão fácil criar os seus próprios gráficos GTA IV quase nas 20 milhões de unidades vendidas »
12/03/2011
Escrito por em Mundo | 1.913 Leituras

O Pwn2Own é um concurso de hacking ético que se enquadra  na CanSecWest, onde se testam vários navegadores e plataformas móveis para possíveis vulnerabilidades. No primeiro dia de competição, o Internet Explorer e Safari foram hackeados pelos participantes, algo que não aconteceu com o Google Chrome. Durante o segundo dia foi a vez do Firefox e sistemas operativos de vários smartphones, rápido se viram em apuros o BlackBerry OS e o iOS da Apple, que conseguiram ser alvos de ataques com êxito.

Para os testes efectuados foram utilizados um iPhone 4 e um BlackBerry Torch 9800, ambos »hackeados» comparativamente a um Windows Phone 7 e um smartphone Android, os quais nenhum dos participantes perpetrou um ataque com êxito.

O iPhone 4, com o IOS 4.2.1, foi desbloqueado por Charlie Miller, um especialista de renome em segurança, que foi capaz de explorar uma vulnerabilidade no navegador web do aparelho, o Safari, a partir de uma página web concebida para o efeito, tendo conseguido aceder à lista de contactos do telefone. Segundo a Apple, essa falha foi corrigida com o iOS 4.3.

A outra “vítima” da competição foi o BlackBerry OS através do BlackBerry Torch 9800 cuja vulnerabilidade foi explorada pela equipa Vincenzo Iozzo, Pinckaers Willem e Philipp Weinmann Ralf partir de uma página web que explorou também uma falha no explorador de internet do BlackBerry OS que é baseado em Webkit e que foi precisamente a chave para comprometer o dispositivo. A verdade é que em declarações a equipa disse que o BlackBerry é um sistema operativo muito fechado, que tem pouca documentação além da que a BlackBerry oferece para a criação de ferramentas, sendo que esta entrada foi conseguida porque, precisamente, o navegador foi é baseado num projecto Open Source.

Quanto ao Firefox as coisas não podiam ir de melhor feição, pois este esteve em testes intensivos e ninguém conseguiu hackealo até ao momento, um verdadeiro sucesso para a a Mozilla. Para já as conclusões levam-nos a pensar que programas como o Google Chrome, Firefox, Windows Phone 7 e o Android são dos mais seguros, até ao momento em que alguém descubra alguma passagem…

Este artigo foi escrito por em 12 Mar, 2011, e está arquivado em Mundo, Notícias, Segurança. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: