« Comodo Programs Manager, mantenha o seu PC limpo e sem restos indesejáveis HaoZip, compressão e compatibilidade dos formatos populares de forma gratuita »
03/05/2011
Escrito por em Mundo | 2.187 Leituras

Se a notícia não tivesse vindo dos EUA muitos até podia duvidas mas foi o juiz distrital Harold Baker que proferiu uma sentença histórica afirmando que um IP não equivale a uma pessoa, deitando por terra milhares de queixas que se baseavam no pedido de identificação de utilizadores que tinham o seu IP identificado por aceder a serviços como o BitTorrent. Para já, fica claro que o possuidor de direitos de autor não pode pedir ao ISP os dados pessoais dos seus clientes, segundo o artigo do Torrentfreak.

Mas não fica o caso por aqui, pois esta decisão pode estar a contribuir para uma mudança de mentalidade, caso não se desmorone com o conhecido Supremo Tribunal de Justiça dos EUA, no sentido em que desta forma os utilizadores podem ver a sua privacidade totalmente protegida, contrariando prévias petições concedidas por parte de juizes que forçavam os ISPs a dar os dados dos supostos infractores que também eram seus clientes.

O curioso desta situação é tudo nasce pelo simples facto de um jovem ter sido notificado acabando por provar que a sua rede WiFi tinha sido acedida por terceiros, logo ele não pode ser responsabilizado por um acto que não praticou. Como muitos de vós sabem (e fazem) a grande maioria das redes WiFi não está devidamente protegida nem são um tipo de redes infalíveis a nível de segurança, pelo que um vizinho, um transeunte ou qualquer outra pessoa que não pague pelo serviço pode invadir uma rede e fazer o que bem entender.

Para os acérrimos defensores dos direitos de autor esta é uma grande machada na sua grande demanda por culpados de distribuição e utilização pois parece que, uma vez mais, os direitos à privacidade foram considerados como fundamentais. Veremos os próximos episódios…

Este artigo foi escrito por em 03 Mai, 2011, e está arquivado em Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
7 comentários em “Revés na luta contra os infractores de direitos de autor”
  1. Esta noticia devia de ser lida pela ACAPOR. Pode ser que assim parem com a palhaçada dos 1000 ip’s.

  2. Boas!

    A palhaçada dos 1000 IP’s da ACAPOR mete “nojo” se me permitem o termo. Se eles querem fazer alguma coisa, deveriam de ocmeçar por punir os que fazem a destribuição.

    Se eles querem matar a árvore, n devem começar por cortar as folhas da copa, devem cortar o tronco ou então arrancar pela raíz. ( é impossível arrancra uma árvore pela raíz, a não ser que seja pequena).

    • pinheiro diz:

      depende da raiz i de kem ta a puxar a arvore! xD

      • Yup, mas se cortares o tronco, mais cedo ou mais tarde ela morre.

        A “destribuição” de droga só para se prenderem todos os vendedores ou produtores. Andar a prender consumidores n vai servir de nada.

        opinião séria: é impossível acabarem com os serviços de torrent/P2P mesmo que cortem o acesos á internet em casa (o que não podem fazer*), o pessoal vai á rede dos vizinhos ou da escola, e volta ao “ataque”

        Se vier a público que algum ISP revelou as informações de alguém ou cortou o serviço a alguém, o português comum desiste logo desse ISP.

        nota * – Se cortarem o acesso á internet, estão a violar um dos artigos dos direitos do homem, ( o direito ao acesso á informação). Se não me engano acho que já usaram esse artigo para tentar impedir esses tais cortes.

  3. offtopic: gostava de dar os meus parabéns aos autores do quero dicas, por fazerem deste site um grande portal de notícias sobre segurança informática.
    Descobri este site enquanto procurava umas informações sobre o rainmeter, e nunca mais parei do usar… AWESOME WORK!

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: