« Angry Birds agora no Chrome Socusoft Photo to Video Converter, as suas fotos como vídeos super animados »
12/05/2011
Escrito por em Mundo | 1.881 Leituras

Aquilo que antigamente parecia nada mais que ficção científica parece que se acerca da realidade cada vez mais e exemplo disso mesmo é o negócio acabado de realizar entre a polícia inglesa e o exército dos EUA: foi vendido à força de seguran britânica um software, denominado GeoTime, que é nada mais nada menos que uma sofisticada ferramenta capaz de seguir o rasto digital de qualquer cidadão na rede, telemóveis, redes sociais ou até mesmo em transacções.

Para dar início aos combates desta paranóia estatal, foram vários os grupos defensores de liberdades que começaram a protestar contra o que pode ser considerado como uma directa violação de privacidade, sendo que para já apenas se pedem claros esclarecimentos sobre a profundidade de recolha de informação deste poderoso software.

Segundo se pode apurar, em vários sites da Internet, o Geotime consegue atribuir qualquer movimento possível de um indivíduo dentro da Internet, mostrando com detalhe todos os rastos e traços deixados, indo inclusivamente mais longe até às próprias comunicações mantidas com outras pessoas: redes sociais, equipamentos de navegação por satélite, telemóveis, operações financeiras e os respectivos IPs utilizados para tudo isto.

O argumento utilizado até à data pela polícia britânica escuda-se com o facto de este, o software. procurar ajudar na pesquisa por eventuais alterações que possam vir a causar distúrbios sociais, muito à imagem das revoluções árabes que têm ocorrido nos últimos tempos. O certo é que são recolhidos milhares de dados e microdados, que acaba por gerar uma informação mais do que completa sobre determinada pessoa ou grupo em concreto e que pode acabar por se considerar como excessivamente invasivo na vida privada de cada um.

A luta ao terrorismo está verdadeiramente ao rubro e prova disso mesmo é este poderoso software. Mas não quem põe filtros e quem controla quem vigia a quem? Eis a minha dúvida…

Este artigo foi escrito por em 12 Mai, 2011, e está arquivado em Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
2 comentários em “Policia britânica compra software militar para controlo de cidadãos”
  1. o grande big brother, com no filme de imingo publico nº1 com will smith

  2. O Futuro de 1984 está previsto. Hahahaha!

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: