« Netgear WNDR4700, um router do futuro! Acer Desvenda o Ultrabook mais Fino do Mundo: Aspire S5 »
11/01/2012
Escrito por em Insólito | 1.271 Leituras

facebook

Quase todos os dias aparecem casos insólitos nas redes sociais, principalmente no Facebook, neste caso é um pai que pretende negociar a venda do seu próprio filho na maior rede social do mundo, no Facebook, por um valor de 15 milhões de euros, tudo isto para não viver na pobreza.

Saud bin Nasser Al Shahry, da Arábia Saudita, é o nome do homem que está a tentar vender o próprio filho no Facebook. Esta medida foi tomada depois de um tribunal ter decidido que o seu negócio de cobrança de dívidas era ilegal. O homem ainda viu negado o pedido de ajuda ao Estado saudita pelo facto de ter mais de 35 anos.

Segundo uma notícia é avançada pelo site RT, Saud bin Nasser Al Shahry revelou que esta é a única opção para continuar a sustentar a (restante) família e que está disposto a ir a tribunal para completar a venda, mesmo sabendo que o tráfico de crianças é proibido no país.

Saud bin Nasser Al Shahry pretende com este “negócio”, arrecadar cerca de vinte milhões de dólares (cerca de 15,6 milhões de euros). A única imposição que coloca é a de saber em que cidade vive o comprador. A decisão pode ser, no entanto, apenas uma medida publicitária do pai, destinada a conseguir a atenção de algum milionário disposto a ajudá-lo.

 

Este artigo foi escrito por em 11 Jan, 2012, e está arquivado em Insólito, Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: