« Foobar2000, player de música super leve! AutoUp, actualizar software nunca foi tão fácil! »
08/06/2012
Escrito por em Notícias | 1.541 Leituras

O caso “MegaUpload” continua a dar que falar, havendo agora uma acusa em direcção ao FBI. Os advogados defesa do MegaUpload estão a acusar o FBI de cópia sem a devida autorização de provas do caso que levou à detenção de vários executivos do site de partilha de ficheiros.

A defesa do MegaUpload,  afirma que as autoridades norte-americanas tiveram acesso à informação dos sete discos apreendidos durante a detenção de Kim Dotcom e vários executivos da empresa, algo que não estava previsto num acordo escrito, segundo o qual estes discos não deveriam ser entregues aos investigadores dos EUA antes de ser decidido o que fazer com aquele hardware.

De acordo com os advogados do  MegaUpload não foi isso que aconteceu na realidade, pois o FBI não só teve acesso aos discos, mas também copiou ilegalmente os conteúdos lá armazenados e que são considerados prova essencial no processo, antes de uma decisão sobre o assunto ter sido tomada, avança a BBC.

Para a equipa de defesa do MegaUpload, caso este acto tenha sido efetuado sem o consentimento das autoridades da Nova Zelândia, deve ser considerado ilegal.

Em tribunal representantes das autoridades neo-zelandesas, chamadas a esclarecer a questão, alegaram que o acordo em causa não pode ser considerado violado porque apenas dizia respeito a materiais físicos e não a informação, por isso a matéria levantada pelos advogados do site de Kim Dotcom não se aplica neste caso.

Este artigo foi escrito por em 08 Jun, 2012, e está arquivado em Notícias, Websites. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: