« Huawei apresenta o seu tablet Smakit S7 na MWC 2010 DVDStyler 1.8.0.1 Final »
17/02/2010
Escrito por em Gadgets | 5.054 Leituras

Se pensava que um telemóvel de bloco único construído em alumínio pode causar problemas de radio-frequência num telemóvel, repense novamente, pois a HTC está a inovar nesse sentido com o recém introduzido HTC Legend, o substituto do actual HTC Hero. Mas calma, a HTC também introduziu hoje mais dois terminais, o Desire, um smartphone de topo com Android, e o HD Mini, a versão reduzida do enorme HD2.

Mantendo o estilo irreverente do design, o sucessor do HTC Hero promete não defraudar as expectativas criadas em relação ao anterior topo da gama Android da HTC. O HTC Legend mantém o mesmo tamanho, mas está mais fino e leve, facto a que se deve à nova estrutura de peça única em alumínio.

Mais atrativo visualmente, o novo HTC Legend substitui o anterior ecrã TFT-LCD por um de nova geração, um AMOLED, o que permite que as cores sejam bastante mais vivas e distinguir tons de negro, coisa impossível em ecrãs de geração anteriores. O novo ecrã AMOLED mantém as mesmas dimensões do modelo anterior, 3,2 polegadas e 320 x 480 pixels de resolução. Por baixo do ecrã, verifica-se que a trackball foi substituída por um trackpad óptico que apresenta uma argola de metal clicável. Em relação à câmara fotográfica, está presente a mesma lente fotográfica de 5 Megapixels com focagem automática e geotagging, mas a HTC acrescentou neste modelo um flash LED.

Está ligeiramente mais rápido e optimizado, agora com 600MHz de processamento, 384MB de RAM, 512MB de ROM e sistema operativo Android 2.1 com interface HTC Sense. A estrutura mais fina do dispositivo mexeu também no tamanho da bateria, agora de 1300 mAh face aos anteriores 1350 mAh, mas mantém praticamente os valores da autonomia inalteráveis: 7h20m em conversação e 23 dias em standby.

O HTC Legend tem GPS, WiFi 802.11g, Bluetooth 2.1 com A2DP e EDR com a particularidade de suportar vários protocolos de transferência como o FTP, acelerómetros, bússola digital, sensor de proximidade e sensor de luminosidade ambiente, saída de som de 3,5 mm, porta micro-USB, leitor de cartão de memória microSD de até 32GB e Rádio FM.

Codecs que o aparelho suporta:
– Áudio: .aac, .amr, .ogg, .m4a, .mid, .mp3, .wav, .wma
– Vídeo:  .3gp, .3g2, .mp4, .wmv

Chega na primavera deste ano à Europa. A Vodafone já deu indicação que será uma das operadoras deste dispositivo no mercado Europeu.

Tal como vários sites comentam, o HTC Desire não é mais do que o Google Nexus One com interface HTC Sense e com o trackpad óptico em vez da trackball. Não acreditam?

Ora, vejamos. O HTC Desire está equipado com um ecrã AMOLED de 3,7 polegadas com 480 x 800 de resolução, câmara fotográfica com 5 Megapixels com flash LED, focagem automática e geotagging, processador Snapdragon de 1GHz, 512MB de ROM e 576MB de RAM (+64MB que o Nexus One), WiFi 802.11g, Bluetooth 2.1 com A2DP e EDR, acelerómetros, bússola digital, sensor de proximidade e sensor de luminosidade ambiente, saída de som de 3,5 mm, porta micro-USB, leitor de cartão de memória microSD de até 32GB e Rádio FM. A bateria também é exactamente a mesma, de 1400 mAh, o que permite uma autonomia de 6h40m em conversação e de 15 dias em standby.

Codecs que o aparelho suporta:
– Áudio: .aac, .amr, .ogg, .m4a, .mid, .mp3, .wav, .wma
– Vídeo:  .3gp, .3g2, .mp4, .wmv

Falta apenas referir que o telemóvel é da plataforma Android 2.1 com a interface HTC Sense, e que também chegará ao mercado nesta Primavera. Vamos torcer para que os preços não sejam os mesmos praticados em Portugal com o Nexus One.

  • HTC HD Mini (link)

Parece que a moda “Mini” começou a afectar outras marcas para além da Nokia. A Sony Ericsson seguiu o exemplo e agora a HTC também. O HTC HD Mini é uma versão reduzida do musculoso e enorme HTC HD2, com um ecrã (não AMOLED) de 3,2 polegadas e 320 x 480 pixels de resolução. Uma pequena particularidade neste telemóvel: nas “costas” do telemóvel, são vísiveis 4 parafusos que são permanentes, mas em que nada afecta a tampa traseira. O seu interior é também, curiosamente, pintado de amarelo.

Tal como os outros dois modelos anteriores, a HTC contemplou o modelo com uma câmara de 5 Megapixels com focagem automática mas sem flash, um processador de 600MHz, 512MB de ROM e 384MB de RAM, WiFi 802.11g, Bluetooth 2.1 com A2DP e EDR, acelerómetros, sensor de proximidade e sensor de luminosidade ambiente, saída de som de 3,5 mm, GPS com aGPS, porta micro-USB e leitor de cartões de memória microSD de até 32GB.

A HTC colocou neste aparelho uma bateria de 120 mAh, no que se traduz numa autonomia de 7h15m em conversação e de 20 dias em standby.

Codecs que o aparelho suporta:
– Áudio: .aac, .amr, .m4a, .mid, .mp3, .mp4, .qcp, .wav, .wma
– Vídeo:  .wmv, .asf, .mp4, .3gp, .3g2, .m4v, .avi

O sistema operativo é o Windows Mobile 6.5.3 com interface HTC Sense e o browser escolhido pela HTC é o Opera Mobile. Chega ao mercado europeu em Abril.

Este artigo foi escrito por em 17 Fev, 2010, e está arquivado em Gadgets, Novidades. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
7 comentários em “MWC ’10: Legend, Desire e HD Mini apresentados pela HTC”
  1. Na eXpansys, já estão disponíveis para encomenda tanto o HTC Desire como o HTC Legend (former Bravo?), desbloqueados, mas apenas em Inglês, com data prevista de disponibilidade para 12 de Abril de 2010.
    O HTC Legend custa 454 euros, enquanto que o HTC Desire custa apenas mais 50 euros – 504,99 euros.
    Já agora, 12 de Abril é bem perto do meu aniversário, ninguém quer mesmo oferecer-me um? Sinceramente, não tenho preferência entre Legend ou Desire. You choose, you pay, I own it :-D

  2. Espero que o Desire seja o verdadeiro Android Phone.
    Pelo menos com a Sense UI já ajuda a ser melhor…

  3. Foi impressão minha. ou não foi mencionado o SO do HTC Legend?

    Fiquei por saber se tinha Android ou Windows Mobile..

  4. Alguém me explica a diferença entre o android e o windows mobile sff?

    • Lycanthrope diz:

      São dois SOs diferentes para smartphones. O android é open-source concepcionado pela Google e o Windows é “close-source” e pertence à Microsoft (claro). Têm programas distintos o que leva sempre a problemas de compatibilidade. Eventualmente os smartphones com um ou outro SO dão para fazer o mesmo (net, chamadas, fotos, videos, filmes, docs, etc) agora, um pode é ser mais intuitivo que outro.

      Não sei este tipo de resposta que estavas à espera… mas já fica lol.

      Cumps

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: