« EA anuncia Battlefield Play4Free FormatFactory, a maior «fábrica» multimédia de conversão e não só… »
08/11/2010
Escrito por em Análises | 5.822 Leituras

Após termos comunicado o lançamento desta nova dock station para iPod e iPhone, foi via Yamaha, através do seu distribuidor oficial em Portugal, que nos propusemos a uma análise a esta dock, modelo PDX-31, testando e apresentando a nossa opinião.

Como um assumido aficionado por este tipo de docks, deixo aqui a experiência que tive ao testar aquela que pode ser uma das docks de mais design e estilo do momento.

Em primeiro lugar, penso que todos temos a tradição de gostar de desembalar, seja lá o que seja. Para tal, fazê-lo nesta sofisticada dock é sempre um momento de alguma adrenalina e nos deixa na expectativa do que por aí virá. Por isso resolvi fazer um pequeno vídeo:

Desembalada a PDX-31, passamos aos meus testes. A minha primeira reacção foi ligar à corrente e inserir o meu iPhone: totalmente compatível. Não recebi qualquer problema que pudesse contrariar o correcto funcionamento, fosse com o iPhone fosse com o iPod Nano.

Não demorou muito para que ficasse numa espécie de transe, que vulgarmente se denomina de «pasmado», pois a pergunta do momento foi: como pode uma dock station tão pequena e aparentemente frágil oferecer um som com esta qualidade? A verdade é que consegui sentir reflectidos os seus 15 Watts de som emanados, equilibradamente equalizados, de cada uma das colunas que a dock possui.

O pequeno controlo remoto de cor branco que se faz acompanhar é uma grande ajuda para a interface entre a dock e o nosso iPhone/iPod. Com ele poderemos avançar ou retroceder nas músicas, aumentar ou diminuir o volume e até mesmo aceder ao menu do nosso dispositivo acoplado.

A nível de dimensões e peso, penso que a rapaziada da Yamaha acertou em cheio (35 cm de largura, 10,5 com de altura e 12,2 com de profundidade), pois é a dock ideal para levar para qualquer lado sem estorvar absolutamente nada. Tanto pode estar no nosso quarto como de seguida servir de fonte de música ambiente aos nossos convidados numa sala. Quanto ao facto de a terem de transportar, não se preocupem, pesa apenas 1,7 kg.

O design da dock é de linhas curvas e atractivas, com um toque jovem, disponível em 3 cores, vermelho (como a que testei), preto e cinza. Além da base para inserir o iPod ou o iPhone foram acrescentados 2 botões do volume: aumentar ou diminuir.

Como extra, na parte de trás somos presenteados com uma ficha mini-jack como modo auxiliar, caso desejamos adicionar uma segunda fonte de som à dock, como por exemplo o nosso próprio PC, poupando assim a compra de umas colunas de propósito para o mesmo:

Uma função curiosa que se pode encontrar nesta dock é o facto da PDX-31 memorizar o nível de volume mesmo após remoção do iPod ou iPhone. Assim, da próxima vez que voltamos a encaixar o nosso leitor o volume é ajustado ao nível previamente memorizado. Como se trata de uma das docks de última geração, é normal virem alguns «docinhos» associados como é o caso da tecnologia de protecção de som: se por exemplo por engano nós ou uma criança de forma acidental aumenta o volume de forma agressiva, o PDX-31 consegue reagir instantaneamente de forma a estabilizar e baixar o som, protegendo tanto os nossos ouvidos como o próprio aparelho.

Confesso que a minha nota final de análise para esta dock é muito positiva, ainda para mais se tivermos em conta a relação qualidade de construção/qualidade do som/marca/preço (aprox. 165 eur), com especial destaque para o som da mesma, que foi o que mais medo me deu mesmo antes de abrir acabando por surpreender positivamente. Por isso, se ainda não pensaram em nada que pedir ao Pai Natal, esta se calhar pode ser uma boa opção! qualquer dúvida, se puder respoder, não hesitem deixar um comentário…ou vários! Para vos poupar algum trabalho, poderão encontrar este dispositivo à venda em lojas como: Fnac, El Corte Inglés, José Lopes Marques, Arnaldo Oliveira, etc.

FNAC
EL CORTE INGLÊS
JOSÉ LOPES MARQUES
ARNALDO E OLIVEIRA

Este artigo foi escrito por em 08 Nov, 2010, e está arquivado em Análises, Componentes, Gadgets. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
3 comentários em “Yamaha PDX-31 dock station: conheça a análise KeroDicas.com”
  1. xicobandito diz:

    Obrigado pela análise. Vou verificar pessoalmente.

  2. eu tenho uma duvida:
    eu adquiri recentemente um !pod Touch 4 geração (dos novos de saiu no mercado), mas como sou novo nisto não sei se é compatível com o meu !pod.
    Se algum sober se é compatível eu agradecia.

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: