« VLC Media Player, reprodutor de multimédia super completo My Lockbox, pastas protegidas com segurança e de forma eficaz! »
03/02/2011
Escrito por em Dicas | 2.610 Leituras

A rubrica Coffee Break, faça uma pausa de 10 segundos desta semana sofre de uma sequela da semana passada, bem vindos à “parte 2”. A dica de hoje retorna ao Ubuntu com uma dica para os iniciados neste sistema operativo. Após o tutorial de como mudar a frequência/velocidade do CPU, caso este possua CPU SCALING, vamos aprender a tornar padrão um estado de frequência/velocidade do CPU aquando da iniciação do Ubuntu. Por isso, escolha a sua mesa e desfrute do seu Coffee Break, faça uma pausa de 10 segundos.

Desta vez, a incursão no mundo Ubuntu vai ser através da temida e poderosa consola. O procedimento principal poderia ser feito através da localização do ficheiro a mudar, mas a utilização da consola é sempre interessante e dá um ar de geek a quem a utiliza. Assim sendo, executem a vossa arma: Aplicações -> Acessórios -> Consola.

Para saberem os modos de poupança de bateria (CPU SCALING) que o vosso CPU suporta, escrevam o seguinte na consola: sudo cat /sys/devices/system/cpu/cpu0/cpufreq/scaling_available_governors

Depois de colocarem a vossa password, irá ser explicitado os modos que o vosso CPU suporta. Neste caso: conservative, ondemand (padrão), userspace, powersave e performance.

Vamos então alterar o modo de bateria padrão para que o Ubuntu não volte ao modo Ondemand após cerca de 60 segundos de estar ligado.

Escreve-mos na consola: gksudo gedit /etc/ini.d/ondemand

Eis que é mostrado o ficheiro que comanda o modo de bateria padrão do Ubuntu. Na linha 27, é possível observar que este indica o modo “Ondemand”:

Para efeitos deste artigo, vou mudá-lo para “Performance“. Como é que se altera? Fácil! Apaguem a palavra “ondemand” e escrevam “performance”:

Depois apenas têm de gravar as alterações efectuadas e o procedimento está concluído! Simples não é? Agora podem reiniciar a vossa machine para comprovar o efeito.

Este procedimento altera a frequência em todos os núcleos do PC por isso não será preciso fazer mais nenhuma alteração.

Opiniões, posições e oposições –> Comments Section!!

Este artigo foi escrito por em 03 Fev, 2011, e está arquivado em Dicas, GNU/Linux. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: