« Glarysoft Registry Repair, faça a manutenção à espinha dorsal do Windows WordPress.com pode ter exposto informação sensível após ataque »
14/04/2011
Escrito por em Antivirus / Firewall | 2.901 Leituras

eset_inicio

A empresa ESET enviou um comunicado no seu site sobre o lançamento de uma versão do ESET NOD32 Antivírus 4 para Linux. Também foi disponibilizada uma versão empresarial. Esta versão para Linux utiliza o motor ThreatSense para ter uma protecção avançada contra as ameaças que percorre na Internet e, ao mesmo tempo, minimizar perturbações na performance do sistema.

eset_instalacao_linux

Pode-se ler no comunicado feito pelo Richard Marko, CEO da ESET:

“Dada a importância que o Linux assume para diversos utilizadores domésticos e empresas, é essencial que se equipem os sistemas com aplicações de segurança que os permitam proteger de ameaças. Com o lançamento do ESET NOD32 Antivírus para Linux, passamos a oferecer proteção para todas as plataformas e contra todas as ameaças sejam elas dirigidas a sistemas operativos Windows, Mac ou Linux”

eset_instalacao_linux _2

Principais funcionalidades:

• Deteção Inteligente e Proteção Proativa Multi-plataforma

• Baixo impacto no sistema

• Interface gráfica intuitiva

• Atribuição de privilégios por utilizador

• Controlo de dispositivos amovíveis

Este antivírus para Linux está disponível em 15 idiomas, incluindo o Português.

eset_inicio

Compatibilidade: Linux.
Licença: Shareware
Homepage: ESET
Download: ESET NOD32 Antivírus 4 Versão 32 bitVersão 64 bit

 

Este artigo foi escrito por em 14 Abr, 2011, e está arquivado em Antivirus / Firewall, Linux, Software. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
10 comentários em “ESET NOD32 Antivírus 4 chega ao Linux”
  1. Esta noticia vem mesmo provar um mito de antigamente: não há SOs invulneráveis, nem o MacOS nem o próprio linux. Com a massificação dos pcs e a destreza que os novos utilizadores vão ganhando com o passar do tempo, vão experimentar um ou outro SO para além do que vem na caixa – normalmente Windows. E quantos mais utilizadores um SO tem… mais viroses apanha. Porque o ditado: quem anda a chova molha-se, é bem verdade.

    Cumps

    • CMatomic diz:

      lol , o antivírus para Linux é para detectar vírus do windows, e não vírus de Linux, pois como os virus para linux são tão raros não fazia sentido fazer um atinvirus para Linux para detectar vírus de linux.
      Por isso este aintivirus serve para fazer scanner a documentos de Windows em Linux , ou seja se vocês tiverem um documento contaminado com um vírus para windows, o sistema linux não é afectado , mas quando passarem esse documento para um computador com o Windows esse computador pode ficar contaminado.

      Já perceberam do porque de um atinvirus em Linux ?

      Eu próprio testei quando amigos meus vinham com a suas pens contaminadas de virus windows e eu ponha a pen no meu pc com Linux o atinvirus detectava , ate eu conseguia ver o vírus na pen cheguei a fazer uma pasta com uma vasta colecção de vírus e para windows :-D

      Linux é o sistema mais limpo de virus pois existe muitas variantes basta escolher uma mesmo utilizada para termos mais segurança e termos as mesma explicações nos nossos sistemas .

      Quando vejo respostas logo denegrir os sistemas Linux, vejo o porque o nosso estado Português gasta milhões com a microsoft , em vez de investir em sistemas OpenSource onde pouparia milhões

      • Garanto-te que a poupança não seria tão evidente quanto pensas…

        Aliás, acho que foi na alemanha ou frança que fizeram isso e já voltaram novamente ao Windows… mas agora não te consigo encontrar a notícia.

        Quanto aos antivirus de linux para detectar os do windows, não duvido… mas desconhecia por completo que era esse o efeito. Mas mesmo assim não penses que o Linux é infalível… e se a solução for mudar de SO para SO, então isso não é uma solução muito prática… certo? E para o estado português? Mudar de SO em SO por causa de eventuais virus?

        Já agora, o meu comentário não foi em nada a denegrir o Linux… apenas os SOs infalíveis não existem. A razão para não terem vírus é porque ainda não houve ninguém a dedicar tempo a isso…

        Cumps

        • CMatomic diz:

          sim foi Alemanha e que isso tem , isso não quer dizer que que Linux não é pratico isso foi mais por politicas da quele pais, que muita gente reclamou.

          Sabem estou farto, continuem com windows estou farto estar aqui a me chatear , sabem gostem ser enganados continuem o Sócrates agradece os 126 milhões ou mais dados a Microsoft.
          É por isto que este pais não anda para frente deixa os outros fazerem tudo em vez fazer ele mesmo , não querem apostar no linux continuem, não querem ter segurança porque o MSNmesenger é mais bonito continuem porque os utilizados no Linux são feios continuem com windows.
          Sabem só vejo gentem a falar do linux sem munca ter utilizado o linux pois 30 hora de utilização não da para conehcer um sistema tão complexo como Linux .
          Continuem a pensar assim quanto menos gente utilizar o Linux ou unix melhor

          • Primeiro de tudo gostava de dizer que já partilhei de parte dessa opinião, e partilho actualmente de parte dela.
            É verdade que o estado português gasta milhões em licenças e que isso poderia ser melhorado se fosse feita uma adopção de sistemas opensource como foi feita em muitos países. Eu uso linux diariamente, tal como uso windows diariamente, e por isso (não falo por mim, apenas com algum tempo todas as dificuldades foram ultrapassadas) pergunto-me … será que portugal está preparado para o Linux e o opensource? Será que a mentalidade dos portugueses é opensource?
            Partilho da mesma opinião quanto ao falarem mal de Linux e não o usarem no verdadeiro sentido da palavra, pois como muita coisa, Linux aprende-se a gostar. Poucos são aqueles que experimentam e ficam logo, mas muitos são aqueles que experimentam e passado algum tempo vêm e ficam por muito tempo, senão para sempre. No entanto, não é preciso toda essa violência nem raiva, todos os SO’s têm direito a existir, deixa os do Linux usarem, deixa os Mac users usarem Mac, deixa os do Windows usarem Windows. O que interessa é que usem um computador, com eficácia, seja ele com que SO for (claro que com Linux é melhor para a maioria dos casos :P )

        • CMatomic diz:

          foi desabafo o que referi acima :-D

          respondendo a tua questão

          “então isso não é uma solução muito prática… certo? E para o estado português? Mudar de SO em SO por causa de eventuais virus?”

          Se os estado fazer a sua própria versão do Linux nunca vai se afectado por vírus , porque minguem vai utilizar essa variante Linux senão os funcionários públicos, enquanto o windows já sabem qual é a historia.

          Se o estado fazer sua própria tem o controlo total sobre o sistema ou seja só algumas pessoas poderão instalar programas neles ou seja quem desenvolve o sistema do sistema operativo do estado, e se poder instalar só ira instalar os programas permitidos pelo estado.
          Assim garante-se uma segurança na ordem 80 % a 100%

          Já entenderam a vantagem de uma sistema baseado em linux criado pelo estado em vez pagar a Microsoft.

          Não ficaria mais barato ?
          Não ficaria mais seguro ?
          Não haveria mais emprego e igualdade ?

          acho que sim

          Mas para que serve eu falar pois sou terrorista “hacker”.

    • Não existem SO 100% seguros, mas tem dó de mim Antivírus para Linux ou Mac OS, só se for par parolos, no meu ver ainda não se justifica.

      Já para não dizer que o utilizador de Linux ou Mac OS, geralmente tem conhecimentos mais avançados.

      PS: Estes gajos querem é ter lucro à conta do otário.

  2. Rucanorte diz:

    É preciso ter coragem para lançar um produto destes no ambiente Linux. A Eset esteve ao seu nível: superior a todos.

    • CMatomic diz:

      Pois isto é o pensamento cá em Portugal, la fora muitos países já utilizem sistemas Linux,.
      Pois empresas inteligentes pesam no futuro não é como cá em Portugal vão em modas gráficas.

  3. Uso a versão Beta à perto de 1 ano e não me queixo de perdas de performance e é a melhor coisa para quem, como eu, usa multi boot com windows ou mesmo se tiverem multi boot com Mac.
    A linha de produtos deles está num nível superior e já e desde Windows , Mac e Linux Pessoal, tem smartphones e servidores, apenas concorrido (ou será o contrário :P) pela Kaspersky

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: