« IE ficará abaixo dos 50% até 2011, diz estudo WallShuffler 2.8.3 »
15/05/2009
Escrito por em Mundo | 1.744 Leituras

emule-pirate-kerodicas

Depois de apresentarmos algumas notícias onde supostos grupos cívicos defendem os delicados e preciosos direitos de autor, chega a público esta notícia que não podíamos de deixar de partilhar:

Os sites de partilha de ficheiros ajudam os artistas pop a tornarem-se mais populares. As músicas mais pirateadas tendem a ser as líderes dos tops da especialidade, revela um estudo realizado pela PRS for Music.

O estudo sugere que os sites de partilha de ficheiros estão a tornar-se uma alternativa às estações de rádio, enquanto meio para ouvir música.

Realizada para analisar os novos padrões de consumo de música, a pesquisa teve por objectivo verificar se era possível tirar alguma lição para qual o caminho a seguir neste mercado. Muitos alegam que a variedade de escolhas na Internet pode dar origem a novos modelos de distribuição.

Segundo os autores do estudo, «a maior parte do volume (de vendas ou trocas) está concentrada em pequenas porções nas faixas disponíveis». Tal deve-se ao excesso de escolha existente nos sites de partilha.

A amplitude das músicas disponíveis, significa que as pessoas não têm tempo ou não querem pesquisar entre a enorme lista de temas aqueles que são os seus preferidos. Em vez disso, limitam-se a ouvir os que estão imediatamente acessíveis ou os que lhes são enviados pelos amigos.

O relatório revela ainda que, apesar de as músicas serem gratuitas, os utilizadores destes sites não ouvem títulos de artistas desconhecidos, pelo que este não é um bom meio para lançar novas bandas.

Fonte: Sol

Este artigo foi escrito por em 15 Mai, 2009, e está arquivado em Mundo, Notícias. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
6 comentários em “Músicas pirateadas tendem a ser as mais populares”
  1. e esta, hein?!?!?!?!?

  2. Rui Graciano diz:

    sim, por acaso agora gostaría de ouvir a opinião de todos esses defensores, porque é do senso comum que tanto a rádio como a TV estão a cair em audiência perdendo terreno para a Internet, e com tendência a aumentar!!!!!!!!!

  3. Ora aki está uma boa razão pra calar a MAPINET e associações semelhantes.

  4. LOL, Como a Jesse Stone disse uma vez: "Os autores de músicas querem ver a sua produção espalhada para toda a gente, as Editoras é que ganham dinheiro com a venda de CDs, os autores, músicos é com concertos" (mais ou menos assim).
    Logo estes problemas de direitos de autor não são dos autores, mas das Editoras Discográficas que andam a mamar!

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: