« Windows 7 (RTM) Ultimate e Enterprise recebem packs de línguas Eyes Relax 0.61 »
26/08/2009
Escrito por em Mundo | 2.336 Leituras

Numa disputa em tribunal com o grupo de anti-pirataria holandês BREIN, o maior indexador de torrents do mundo Mininova foi condenado a realizar uma limpeza geral ao seu conteúdo e desta maneira remover todo o conteúdo considerado ilegal pelo tribunal, num prazo máximo de três meses. Caso se recuse ou ultrapasse o prazo, arrisca-se a ser multada em cerca de 5 milhões de Euros.

Embora a vontade da BREIN não seja em encerrar o site, o mesmo grupo diz que não será suficiente para proteger os direitos de autor.

Se bem se lembram, a Mininova recentemente introduziu um sistema de filtragem de conteúdo que permite detectar e identificar rapidamente torrents que conduzam a material que viola os direitos de autor, facilitando a troca de ficheiros legais e tornar mais fácil o trabalho de remoção de conteúdos por parte dos proprietários dos direitos de autor. O problema é que o sistema não é totalmente perfeito e, segundo o mesmo tribunal, as medidas tomadas pela Mininova não são as adequadas.

O tribunal não concordou com a defesa apresentada pelo site Mininova que afirmava não ser possível moderar todos os torrents presentes no site. De acordo com a acusação, o site encoraja os utilizadores em fazerem download de material protegido com direitos de autor e tiraria lucros dos seus anúncios expondo tal material.

Neste momento, o site Mininova está a considerar apresentar recurso, recuro este que terá de ser apresentado no prazo máximo de 3 meses.

Fonte: TorrentFreak

Este artigo foi escrito por em 26 Ago, 2009, e está arquivado em Mundo, Notícias, Websites. Siga quaisquer respostas a este artigo através do RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta ou fazer um trackback do seu próprio site.

Todo e qualquer texto publicado (posts e/ou comentários) na Internet através deste sistema não reflecte, necessariamente, a opinião deste blog ou do(s) seu(s) autor(es). Os utilizadores que optarem por escrever um comentário no campo apropriado para tal comprometem-se, por sua vez, a não transmitir ou divulgar ameaças, pornografia infantil, material racista, textos que sejam ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou viole a legislação em vigor no país. +Informações na página de Termos & Condições de Utilização.

Artigos Relacionados
4 comentários em “Tribunal ordena Mininova a remover torrents ilegais”
  1. Thepiratebay já foi (mas já voltou) mininova segue o mesmo caminho…Os outros é uma questão de tempo

  2. Tomam a cultura de um povo como sendo deles. A musica, a escrita, filmes. Qualquer expressão artistica devia pertencer a todos, e nunca ser posta em causa a sua partilha, muito menos por aqueles que se sentem-se ameaçadas por perderem lucro com algo que não lhes pertence, porque a cultura é de todos. Este capitalismo cultural das editoras tem que acabar.

  3. eu ja estou farto destas merd** quero é que as editoras vão po c*ar*lh* ja não chega o dinheiro que ganham a nossa pala. Se não querem pirataria baixem a merd* dos preços que a pirataria si existe devido aos preços absurdos dos produtos :@

    • Concordo ctg. Podiam por uma bomba nas editoras que nao havia problema. So kerem dinheiro e + dinheiro, enquanto outros mal em pra viver. Isto já mete nojo.

Deixe o seu comentário

(obrigatório)

(obrigatório e não será publicado)



:wink: :-| :-x :twisted: :) 8-O :( :roll: :-P :oops: :-o :mrgreen: :lol: :idea: :-D :evil: :cry: 8) :arrow: :-? :?: :!: