Artigos com a tag nautilus
22/04/2011
Escrito por em Análises, Software | LIDO 52 vezes

No mundo tecnológico, podem distinguir-se três grandes tipos de lançamentos de produtos: os arrebatadores sucessos, os flops e o Duke Nukem Forever. O GNOME 3, a terceira itineração do GNOME, provavelmente o ambiente de trabalho mais famoso e que acompanha mais distribuições Linux (Ubuntu, Linux Mint, Debian, Fedora GNOME), foi desde os seus primórdios – isto há anos atrás – rotulado e talhado pela crítica para o insucesso. Agora muita discussão, controvérsia e muitos milhões de linhas de código depois, o GNOME 3 foi finalmente lançado, introduzindo incontáveis, por vezes inovadoras, alterações, mudanças radicais e todo um novo paradigma de interacção computacional.

O estatuto de Duke Nukem Forever foi já posto de parte com o lançamento no passado dia 6 de Abril, e restam então dois rótulos possíveis e uma grande pergunta acerca deste produto: GNOME 3, flip or flop?

O Nautilus é o gestor de ficheiros que tem acompanhado o Ubuntu e o próprio projecto GNOME há já vários anos. Apesar de o considerar um gestor de ficheiros extremamente capaz, completo e extensível, padece de alguns problemas. Um desses problemas é a própria interface. Ao longo dos anos, tem-se tornado cada vez mais confusa, e com cada vez mais elementos redundantes a preenche-la. Tornou-se, e o termo técnico é este, bloaty. Mas felizmente esta opinião é global e alguém decidiu fazer algumas leves modificações ao Nautilus:

De “pequenos pormenores são as grandes coisas feitas”, já dizia alguém. E também com o recente lançamento do Ubuntu 10.04 Lucid Lynx, esta velha máxima é aplicável. Não vou mencionar as novas funcionalidades que todos devem já conhecer – acesso às redes sociais, novos drivers, novos temas, software actualizado – limitar-me-ei apenas a enumerar meros pormenores, detalhes insignificantes, que na minha humilde opinião fazem o 10.04 Lucid Lynx um SO fantástico.