Artigos com a tag ouvir

Ah, a rádio! Essa intemporal e muito provavelmente eterna companhia de todo o condutor, de todo o amante de música e talvez também do leitor. Apesar de toda a evolução das comunicações, dos meios de entertenimento e lazer, tenho uma profunda crença na rádio e no seu futuro. Não posso dizer que seja um constante ouvinte de rádio, mas por vezes não dispenso a companhia de um bom locutor e de um reportório musical. Como utilizador de Linux, e do reprodutor de música Banshee (que irá acompanhar, por omissão, o Ubuntu 11.04, em Abril próximo) fui à procura e facilmente coloquei as minhas rádios favoritas, e algumas das mais conhecidas rádios portuguesas, a tocarem, impecavelmente, no meu desktop. ;)

Depois de termos apresentado AQUI uma completa análise ao serviço Grooveshark no início deste ano, eis que chega agora um pequeno grande utilitário que nos permite ter este serviço sempre à mão. Para quem gostou na altura, então não podem perder esta dica.

O Groovshark é provavelmente dos sites que mais tenho visitados nos últimos meses. Apenas e só porque gosto imenso de do design e da interface da página. Nada mais. Factos como as mais de 7 milhões de músicas em alta qualidade disponíveis para ouvir, a possibilidade de aceder às nossas playlists e músicas favoritas a partir de um qualquer computador com Internet, a facilidade em descobrir novas bandas e novas músicas, tudo isto completamente grátis, são factos que verdadeiramente me ultrapassam e aos quais não dou a mínima importância. Deduzo que vocês também não
Modelo de negócio
O Grooveshark é um serviço de streaming (com tendências e incentivos à partilha) de música , já com alguns anos nestas lides da Web. Começou inicialmente por ser um conceito revolucionário, acessível apenas por convite, em que os utilizadores faziam upload de música e ganhavam algum dinheiro com isso, sendo que esse dinheiro era distribuído pela editora, pelo Grooveshark e o restante pelo utilizador. Era uma ideia revolucionária, mas para a época, certamente condenada à pressão das editoras. Mas a web evoluiu e actualmente o modelo de negócio ainda reside na mesma base de dados que recebeu as primeiras músicas há alguns anos, mas numa aproximação diferente: Continuam a ser os utilizadores a fazer upload de música, mas o Grooveshark tem um acordo com a todo-poderosa editora EMI, em relação às licenças das músicas. Os fundos para o acordo vêm dos anúncios do Grooveshark, sim anúncios!, porque a interface “normal” do Grooveshark é mesmo esta:
Apesar do dinheiro resultantes dos anúncios, nem todas as músicas que são enviadas para o Grooveshark pelos utilizadores são licenciadas pela EMI e tendo em conta o volume de uploads diários, diria que em certas situações a legalidade do Grooveshark pode ser posta em causa. Mas só em certas situações, e acho que depois de perceberem o quão fantástico é, quaisquer questões legais vão ser rapidamente secundarizadas. Até porque,e convém adicionar, muita da música presente no Grooveshark é também adicionada por algumas editoras e artistas independentes, já que o Grooveshark lhes disponibiliza gratuitamente dados estatísticos e geográficos de quem ouve as suas músicas. Uma maneira de divulgação moderna e web 2.0, relembrando e incentivando algumas das ascensões musicais meteóricas que a web já presenciou.

screenshot_006O Grooveshark é provavelmente dos sites que mais tenho visitados nos últimos meses. Apenas e só porque gosto imenso do design e da interface da página. Nada mais. Factos como as mais de 7 milhões de músicas em alta qualidade disponíveis para ouvir, a possibilidade de aceder às nossas playlists e músicas favoritas a partir de um qualquer computador com Internet, a facilidade em descobrir novas bandas e novas músicas, tudo isto completamente grátis, são factos que verdadeiramente me ultrapassam e aos quais não dou a mínima importância. Deduzo que vocês também não ;-)

17/11/2009
Escrito por em Novidades, Web | LIDO 52 vezes

tradutor_1

Se há empresa que mudou a Web, essa empresa é a Google. Apesar de por vezes parecer diabólica a tentar conquistar o mundo e a controlar informações pessoais de milhares de pessoas e empresas, é quase impossível passar ao lado dos seus produtos e da inovações que vai introduzindo. O Google Translate é um desses produtos, e recebeu algumas novidades bastante interessantes ;-)