Artigos com a tag tablet

Não existe dúvida nenhuma de que o futuro da informática é 100% móvel, aos mais cépticos bastou olhar para o sucesso do iPad da Apple, e em certa medida do Samsung Galaxy Tab, para ficarem convencidos.

Imagem:http://www.flickr.com/photos/pedrosimoes7/

A geração actual nem sequer vai usar computadores de secretária, ou inclusive portáteis, a realidade para os jovens são dispositivos altamente móveis e sempre ligados a rede, de maneira a partilharem o mais ínfimo pormenor das suas vidas com os amigos e terem sempre disponíveis os seus jogos e músicas preferidas, nada de cabos, nada de complicações.

Este artigo foi escrito para o KeroDicas.com por: Pedro Lopes
Cad/Cam Designer e Blogger, editor e fundador do Pmol Blog em www.pmolblog.com.

Com o mercado dos Tablets em crescimento, a Intel não quer perder o comboio (Br: trem).

Aquando do surgimento dos netbooks, a Intel apercebeu-se da mudança e mostrou as suas capacidades de engenharia em criar o Atom – processador de reduzida dimensão e consumo direccionado para o mercado dos netbooks. Foi uma aposta ganha pela Intel e esta pretende fazer o mesmo com o novo mercados dos Tablets e o mercado renegado pela Intel dos smartphones, estes últimos dominados pela inglesa ARM.

A 27 de Janeiro de 2010, Steve Jobs anunciou o iPad. A 3 de Abril deste mesmo ano, o dispositivo mágico da Apple foi disponibilizado nos EUA e em alguns outros países, dos quais Portugal não constava. Hoje, a 30 de Novembro de 2010, o iPad chega oficialmente a terras lusitanas. Ah, Portugal, esse para sempre sobrevalorizado exemplo da vanguarda tecnológica ;)


Apesar de estar já à venda no país vizinho e um pouco por toda a Europa há já vários meses, o dispositivo só agora atinge os principais expositores tecnológicos portugueses: Fnac, Worten e TB Store vendem já o tablet desde esta manhã. Apesar do ligeiro atraso de cerca de um ano, o timing continua a ser perfeito: o Natal está aí, assim como a habitual histeria dos presentes e a época alta para os estabelecimentos comerciais. Mas e estarão os portugueses preparados, economicamente, para o iPad? Eu diria que sim: todos aqueles que estejam com ideias de comprar um iPad, comprá-lo-ão na mesma. O preço é basicamente o esperado.

28/11/2010
Escrito por em Notícias, Tecnologia, Websites | LIDO 52 vezes

Os tablets vieram para ficar. Os da Archos e outras marcas chinesas já por aí andavam quando chegou o iPad, que acabou por ser um dos grandes impulsionadores deste novo conceito de portabilidade. Eles estão a ser um factor de desejo dos consumidores, e prevê-se que já no próximo ano a venda dos tablets aproxime-se da dos netbooks. Depois do Galaxy Tab da Samsung, a Vodafone apresenta mais uma tablet, a ZTE V9. E o potencial parece ser grande.


A Samsung Electronics Co. anunciou no passado domingo que já foram vendidas 600 mil unidades do seu Samsung Galaxy Tab em todo o mundo, um mês após o seu lançamento.

Tendo como um dos principiais rivais o iPad da Apple, o Galaxy Tab está agora disponível em mais de 30 países, incluindo Portugal.

A Creative decidiu presenciar o mundo com várias novidades nestes últimos dias, um leitor multimédia da linha ZEN com o sistema operativo da Google e dois tablet pcs.

A linha de leitores multimédia portáteis ZEN da Creative é por norma associada a grande qualidade de reprodução áudio, e foi nesse sentido que a empresa decidiu continuar a caminhar, lançado um produto – ZEN Touch 2 – com o famoso sistema operativo da Google incorporado, o Android na versão 2.1.

Anúnciado com ESTE artigo, eis que chega para venda, pela mão da Vodafone Portugal, o primeiro tablet, também conhecido por smart media, da Samsung, o Galaxy Tab.

Com sistema operativo Android 2.2 (Froyo), ecrã de 7 polegadas com resolução de 1024×600, experiência completa de navegação na Web (browser com suporte de Flash 10.1 e HMTL 5), câmara traseira e frontal, GPS, cliente de e-mail compatível com todos os sistemas, memória interna de 16GB/32GB e externa até 32GB, o Samsung Galaxy Tab é um dos mais completos e inovadores tablets do mercado.

O anúncio é oficial e a comercialização começará já nas próximas semanas. Portugal passa assim a ser talvez um dos poucos países a nível mundial cujo todas as suas operadoras principais vendem o mais recente telemóvel da Apple. O iPhone até agora era vendido, desde a versão 3G e de Julho de 2008, exclusivamente pelas operadoras Optimus e Vodafone. A TMN, a empresa que notoriamente tinha até agora investido mais em terminais Android, passa agora a fazer parte desta lista.